Revista UFO - Portal da Ufologia Brasileira - A mais antiga revista sobre discos voadores do mundo

ARTIGO

Por Reginaldo de Athayde

A ação de ETs é dramática no Ceará

Uma revisão da casuística ufológica cearense traz à tona casos espantosos em que se observa uma profunda interação entre alienígenas e os habitantes do local

Categoria: ABDUÇÕES ALIENÍGENAS | ATAQUES EXTRATERRESTRES | AVISTAMENTOS | CASUÍSTICA

Se há uma região do Brasil onde os casos ufológicos ocorrem com violência poucas vezes registrada na Ufologia Mundial, esse lugar é o Nordeste. Um exemplo de cidade em cujos arredores encontramos situações assim é Quixadá, município da região conhecida como Sertão Central do Ceará incrustado entre estranhos monólitos que fazem da paisagem algo parecido com os planetas de filmes de ficção, abrigando intrigantes mistérios. O município tem 30 mil habitantes na zona urbana e possui um clima agressivo, com temperaturas que chegam aos 38º C na sombra. Cidade bonita, bem traçada e arborizada, tem em seus habitantes pessoas de uma simpatia incomum — o que faz com que os visitantes sintam-se como se estivessem em suas próprias casas. Mas teria essa cidade, com sua topografia de aspecto lunar, influenciado os visitantes espaciais — como em Nazca e Tiahuanaco, no Peru — nas suas atuais observações em nosso planeta?

 

A incidência ufológica de Quixadá é tão intensa que a cidade foi batizada de “capital nordestina dos discos voadores”. Lá, como em nenhuma outra cidade, tem havido constantes visitas de naves alienígenas que perseguem, descem ao solo, raptam pessoas, colhem legumes ou fazem experiências com homens, sugados para seu bojo. Nos últimos 30 anos os órgãos de comunicação têm dado destaque a essa pequena localidade que, hoje internacionalmente conhecida, traz pesquisadores norte-americanos, franceses e suecos. Sabedores dos inúmeros casos divulgados pelo Centro de Pesquisas Ufológicas (CPU), de Fortaleza, eles vêm pagos por seus governos, ou mesmo às próprias custas, a fim de tentarem explicar os motivos pelos quais a região é escolhida para ser visitada frequentemente por essas incríveis e desafiadoras máquinas, os discos voadores. E não voltam de mãos vazias!

Homem e animal atacados

Um exemplo de caso ufológico extremo ocorrido na área se deu às 04h30 de 03 de abril de 1976 com os atiradores do Tiro de Guerra de Quixadá, durante o momento de educação física. Eles observaram, pasmos, um objeto em forma de disco que deslizava a poucos metros de altitude e emitia uma forte luz — era grande, silencioso e de estranha cor. Não sabiam o que era e acreditaram tratar-se de algo lançado na Barreira do Inferno, ou então qualquer aparelho da Superintendência do Desenvolvimento do Nordeste (Sudene), realizando pesquisas na região. Mas, como sempre acontecia às 05h00,o empresário e fazendeiro Luís Barroso Fernandes arriou seu animal de estimação, a fim de atrelá-lo à sua charrete e viajar para sua fazenda, que fica a poucos quilômetros do centro. A nave vista pelos militares lhe causaria uma surpresa.

 

Depois de despedir-se de sua esposa, Barroso soltou as rédeas do burro e seguiu viagem.

Atenção
Para continuar lendo este artigo, você deve se cadastrar no Portal UFO.
O cadastramento é gratuito e dá acesso a todo o conteúdo do site. Basta clicar aqui.
Caso já tenha cadastro, conecte-se na home do site ou clique aqui.
ENQUETE
Edição 214
Sumário Edições anteriores

CENTRAL DE ATENDIMENTO

(67) 3341-8231
Horário: das 09h00 às 18h00, de segunda a sexta (exceto feriados)

FORMAS DE PAGAMENTO

Formas de pagamento

NOTÍCIAS MAIS VISUALIZADAS

+ NOTÍCIAS
2011 © Editora Evolução Ltda.
Todos os direitos reservados. Termos de Uso. Declaração de privacidade.