Revista UFO - Portal da Ufologia Brasileira - A mais antiga revista sobre discos voadores do mundo

ARTIGO

Por Thiago Luiz Ticchetti

Agroglifos

O fenômeno dos agroglifos se espalhou pelo mundo, chegou ao Brasil e continua a desconcertar estudiosos, cientistas, autoridades e militares. Mas fatos sobre sua intrigante manifestação já são inquestionáveis, como sua origem não terrestre

Categoria: AGROGLIFOS (CÍRCULOS INGLESES) | INVESTIGAÇÃO | PESQUISA

O Sol surge no horizonte aquecendo a plantação de trigo e secando as gotas de orvalho de suas espigas. Vindo de sua casa, um fazendeiro olha para aquela vastidão de plantas, que mais se parece com uma imensa massa vegetal. Ele sobe em seu trator para começar a colheita e agora está a uma altura que lhe é possível ver toda a plantação. É quando percebe, incrédulo, que há alguma coisa estranha nela, algo que não deveria estar ali. Ou, ao contrário, deveria? Há uma enorme marca no meio do trigo, dentro da qual deveria haver centenas de pés. Ele sobe no teto do veículo para enxergar melhor e vê, ainda mais surpreso, que não é simplesmente uma marca, mas várias imagens geometricamente alinhadas, equidistantes e simétricas. Tudo isso “desenhado” na sua colheita. São círculos, triângulos, anéis e espirais na plantação. Ainda estupefato com sua visão, o homem senta-se no teto do trator e contempla tamanha obra-prima e se pergunta: quem ou o que poderia ter feito aquilo em apenas uma noite, já que no dia anterior nada havia naquele campo?

 

O parágrafo anterior é apenas uma história fictícia, criada para introduzir o assunto que se tratará nesse texto. Mas deve ser a história de muitos fazendeiros que tiveram suas plantações marcadas por estranhos desenhos sem propósito conhecido. São os famosos e intrigantes crop circles, traduzidos para o português como círculos ingleses e também conhecidos como pictogramas, devido à sua semelhança com primitivas pinturas em rochas. No Brasil, o fenômeno — antes mesmo de aqui chegar — ganhou o nome técnico de agroglifo. Seja como forem chamados, eles não respeitam fronteiras e surgem da noite para o dia em todas as partes do mundo. A maioria desses desenhos está obviamente na Inglaterra, onde surgiram há cerca de 30 anos, mas também há incontáveis figuras nos Estados Unidos, Alemanha, França, Suíça, Polônia e até no Japão. Foi apenas em 2008, quase três décadas de se manifestarem em todo o globo, que o fenômeno finalmente surgiu em nosso país, e de forma totalmente inesperada.

 

Apesar de terem se tornado mundialmente conhecidos apenas a partir dos anos 80, existem registros do surgimento de agroglifos mesmo antes do século XX. Uma das provas mais conhecidas da ancestralidade do fenômeno é um panfleto publicado na Inglaterra, em 1678, chamado The Mowing Devil [Diabo Ceifador], devido a um episódio ocorrido no município de Hartfordshire. O documento alertava os fazendeiros que, se não pagassem adequadamente os trabalhadores que faziam a colheita em suas plantações, um demônio iria cortá-las — e o panfleto indicava ainda que isso se daria da mesma forma como hoje são feitas as figuras nos campos. A lenda teria começado quando um rico latifundiário procurou um pobre camponês para contratá-lo para colher o trigo de sua fazenda, mas este considerou o pagamento muito baixo e eles discutiram.

Atenção
Para continuar lendo este artigo, você deve se cadastrar no Portal UFO.
O cadastramento é gratuito e dá acesso a todo o conteúdo do site. Basta clicar aqui.
Caso já tenha cadastro, conecte-se na home do site ou clique aqui.
ENQUETE
  GENIAIS.COM   
Edição 218
Sumário Edições anteriores

CENTRAL DE ATENDIMENTO

(67) 3341-8231
Horário: das 09h00 às 18h00, de segunda a sexta (exceto feriados)

FORMAS DE PAGAMENTO

Formas de pagamento

NOTÍCIAS MAIS VISUALIZADAS

+ NOTÍCIAS
2011 © Editora Evolução Ltda.
Todos os direitos reservados. Termos de Uso. Declaração de privacidade.