Revista UFO - Portal da Ufologia Brasileira - A mais antiga revista sobre discos voadores do mundo

BLOG

Ashtar Sheran: Protetor da Terra? (Parte 2 - final)

22.07.12 - 15h26
crédito: profeciasoapiceem2036
ampliar
Belas entidades, de aspecto 'angelical' - segundo nossos padrões de beleza, obviamente - sempre vêm ligados à Ashtar Sheran


Continuação da Parte 1...

A dissonância cognitiva

O termo dissonância cognitiva foi estudado pela equipe do sociólogo Leon Festinger (1919-1989), ao pesquisar as seitas e movimentos ligados ao Fenômeno UFO, especificamente ao analisar uma comunidade na Califórnia, Estados Unidos, dirigida por uma senhora conhecida por Keech. A equipe de Festinger conseguiu se infiltrar na comunidade e documentou como Keech psicografava. Ela recebia informações de que uma grande catástrofe sísmica atingiria a Califórnia e que os "escolhidos" seriam retirados por discos voadores, que viriam salvá-los.

A oratória é bem semelhante a de outros casos de suposta contatação extraterrestre, como se vê na literatura ufológica da área. Durante um tempo, Keech acreditava estar recebendo mensagens de pessoas mortas, até que essas entidades, que se intitulavam "guardiões e guias", se revelaram como sendo tripulantes de UFOs e alegaram monitorar o planeta Terra. Além disso, afirmaram serem capazes de se comunicar com os humanos e entre si por telepatia. Os pesquisadores infiltrados perceberam claramente, o tempo todo, que os moradores da comunidade, inclusive a líder, eram pessoas sinceras, cheias de ideais positivos e que realmente acreditavam estarem sendo portadores de algo fascinante e importante.

Como era de se esperar, nada do previsto pelos hipotéticos tripulantes dos UFOs ocorreu, e é nesse ponto que a surpresa acontece. Ao invés da comunidade admitir que havia ocorrido algo errado ou que a fonte, ou a fonte da fonte das informações, era suspeita, ou ainda que tudo não passava de uma viagem mental, preferiu acreditar que na verdade tudo tinha siso um teste. E crer que, como tinham sido obedientes, o planeta foi salvo da catástrofe.

Esse é o mecanismo chamado de dissonância cognitiva, cuja explicação é a de que quando o sistema de crenças de um grupo é contrariado, ele reage sobre o fato que desmente sua crença e expectativa, de modo a manter o mito vivo. Ou seja, sempre existe uma reformulação para adequar o 'previsto' e 'canalizado', originado de entidades supostamente espirituais ou extraterrestres, entretanto, nunca é pensado e analisado na possibilidade de não estar acontecendo nenhuma mensagem divina e que tudo isso não passa de processos mentais, egos e mentalismos, frutos da fragilidade e inocência da mente humana, em busca constante de salvadores para nossos erros e equívocos. 

crédito: Consciencia Estelar
Mesmo quando as predições não se constatatam, seus seguidores reagem conforme explica a dissonância cognitiva
Mesmo quando as predições não se constatam, seus seguidores reagem exatamente conforme explica a dissonância cognitiva

 

Síndrome do contatado

Segundo especialistas, a síndrome (conjunto de sintomas, de patologias) do contatado é um distúrbio psicossocial que é evidenciado pela abrupta mudança do modo de vida de alguns supostos contatados e abduzidos. Com alguma frequência, o contato ou abdução – real – transformam o protagonista do caso em celebridade. Pessoas que antes levavam uma vida pacata, passam a ser o foco de atenção dos meios de comunicação, que somente estão interessados em audiência. Esse é o problema que a pesquisa séria enfrenta sempre, pois pessoas que tiveram algum tipo de contato com o Fenômeno UFO e que estavam sendo sinceras em suas alegações, acabam virando pseudo-estrelas e achando-se especiais, queridas pelos extraterrestres. Passam a ser convidadas para participar de eventos nacionais e internacionais, nos quais se transformam em lendas vivas e acabam sendo assediadas por uma legião de simpatizantes, curiosos e fanáticos, que as veem como gurus e se posicionam como sendo amigos das mesmas.

Assim começa um ciclo vicioso no qual as relações sociais são ampliadas e a experiência de contato ou abdução pode render ganhos financeiros. Muitas vezes, a história relatada acaba não satisfazendo completamente os seguidores e imprensa, desejosos de novos acontecimentos com as pessoas escolhidas dos ETs. Então, para não caírem no esquecimento, acabam inventando mais e novas histórias. Pouco pode se fazer quando uma pessoa chega a esse ponto, pois a legião de fiéis que se forma em torno dela é enorme, havendo muitas vezes casos de violência contra quem contesta a veracidade das informações.

ETs enganadores, equívocos de interpretação ou mentiras?

Parece que todas as alternativas se misturam e se completam. Muitas situações e contatos deixam de ser contestados, inclusive por seus próprios protagonistas, os contatados. Para citar um exemplo, de dezenas, o sistema binário Wolf 424, apontado como a origem dos ufonautas do Caso Ummo, ocorrido na Espanha na década de 70, nem pesquisadores gabaritados e experientes da época se deram ao trabalho de ver que a base do suposto episódio estava sustentada numa mentira, dita pelos alegados extraterrestres ou por quem inventou o caso. Bastaria ter verificado o que se sabia sobre as estrelas do sistema Wolf 424 e descoberto a armação.

Poucas são as pessoas que se dizem contatadas e que estejam transmitindo ideias realmente positivas e com certa coerência. Certos pesquisadores afirmam que contatados e abduzidos são a linha de frente na propagação de iniciativas e modelos de procedência incerta. Se são extraterrestres, militares terrestres, jogos e táticas de guerra psicológica, entidades dimensionais, manifestações espirituais zombeteiras ou outra hipótese qualquer, ainda não se sabe. O que se conhece, muito bem, é que muitas das pessoas que se dizem contatadas e que alegam manter encontros com estas entidades não adquirem nenhum ganho ou benefício direto com isso.

Pelo contrário, são expostas ao ridículo, a crises nas relações interpessoais, fenômenos do tipo poltergeist, entre outras situações embaraçadoras. Com exceção de alguns poucos espertos, não ficam ricos com tudo isso. No caso da existência de alienígenas e da possibilidade de já estarem de fato contatando alguns seres humanos, operariam dessa maneira, sem respeito a vida humana, sob disputas de ego, competições, guerras galácticas e disputas sociais? Se o futuro de civilizações super avançadas é dessa forma, o que esperar de nós mesmos?

crédito: Nolan Conway/Glidemagazine
Todo cuidado é pouco
Todo cuidado é pouco quando estamos entre realidade, imaginação e crença

 

As alternativas que se apresentam sobre o espinhoso tema Ashtar Sheran, parecem se resumir em dois aspectos. O primeiro refere-se à necessidade de comprovações sobre a existência ou não do hipotético ser e evidências não serão encontradas de forma tradicional. Implica em que está fora e muito além do âmbito exato, pois não obedece a regras específicas, aleatórias ou repetitivas e está sendo operado, controlado por alguém. Estamos diante de um fenômeno social de larga escala, que já conseguiu causar sérios e irreversíveis estragos no sistema de crenças das pessoas. Esse assunto é um grande sinalizador da existência de algo ou alguém muito mais inteligente do que nós, que pode estar simplesmente jogando com aquilo que temos capacidade para processar e compreender, podendo ser inclusive uma tática de guerra psicológica.

"Trapaceiros alienígenas"

O segundo aspecto reside no fato de que pessoas de várias etnias e credos que mencionam ou fazem alusão à suposta entidade intergaláctica Ashtar Sheran não conseguem demonstrar nenhuma evidência de sua existência. Muitos livros, estudos e hipóteses sobre Ashtar tendem a excluir quaisquer relatos que não se enquadrem perfeitamente em algum sistema teórico. Essa prática pode ser contraproducente, uma vez que dados tidos como inconsequentes ou errôneos poderão, mais tarde, na medida em que nosso conhecimento e compreensão forem se ampliando, passarem a ser significativos.

Há também a denominada Hipótese da Trapaça Alienígena (HTA), que defende que seres de origem desconhecida poderiam estar manipulando de alguma forma a nossa realidade e o sistema de crenças, para manter o Fenômeno UFO como um assunto de loucos e mentirosos. Quando se fala em seres de origem desconhecida, incluem-se organizações da própria Terra, que utilizariam desses fenômenos para executar testes militares e psicopatológicos, visando o controle de massas. Estudar a existência de Ashtar e de outros supostos seres é um trabalho hercúleo e extremamente complicado, as variáveis são imensas e as possibilidades de se escorregar e enveredar por becos sem saída, muito grande. No entanto, deixar o assunto de lado e considerá-lo simplesmente uma farsa ou fruto de devaneios não é sensato.

Se Sheran é uma invenção ingênua, os rumos que ela tomou são preocupantes. Se foi algo intencional, se tornou um excelente sistema manipulador de mentes ao atuar justamente no arcabouço e crenças do ser humano, sendo que uma experiência de cunho transcendental tem grande impacto na transformação da realidade das pessoas. Neste caso, foi muito bem bolado e planejado. O assunto Ashtar não é apenas cultuado por pessoas simples, artistas e celebridades de renome internacional também estão envolvidas. Todos, sem exceção, são pessoas altamente manipuláveis e propensas a comandos autoritários anônimos, camuflados de boas intenções, mesmo que ingênua e inocentemente. O que acontece quando as massas são carregadas por uma propaganda messiânica não é uma expressão primária do instinto, mas uma revitalização quase científica de suas psicologias.

Sempre separar joio e trigo

Retirando-se todo joio, ou almejando-se essa ação, algo realmente anormal está realmente ocorrendo e as origens podem ser várias. Um exemplo do erro de se tentar interpretar algo com uma visão limitada e de acordo com a nossa lógica, está na típica comunicação atribuída ao comandante intergaláctico, que entre os anos 50 e 60 alertava sobre os perigos da energia nuclear. Alguns poderão dizer que isso é óbvio, pois todos sabem desses perigos, mas é razoável discutir se nesse período alguém realmente conhecia os reais riscos envolvidos com tal energia. Outros ainda dirão que os extraterrestres poderiam impedir o aperto de botões, o lançamento ou ainda inutilizar as usinas nucleares existentes, como se a função de uma hipotética entidade alienígena fosse ficar intervindo como um anjo da guarda em tudo que os tolos humanos fazem de errado. É complicado tentar colocar um padrão lógico e racional baseado em nossa maneira de pensar nas supostas atitudes de origem extraterrestre.

crédito: Alien UFO Sightings
Vários fenômenos e situações imcompreensíveis podem não contarem, necessariamente, uma orígem extraterrestre benevolente e 'santificada' como se imagina
Vários fenômenos e situações imcompreensíveis podem não contarem, necessariamente, uma origem extraterrestre benevolente e 'santificada' como se imagina. Não sabemos com certeza com que tipo de seres/entidades estamos lidando

 

Não se está defendendo a existência de Ashtar e outras supostas entidades e suas alegadas mensagens, mas sim tentando ampliar os limites de nossa ignorância perante o tema, afinal, a nossa realidade está conformada daquilo que somos capazes de sintonizar, e as interpretações para um mesmo estímulo externo são diferentes. Ashtar Sheran pode ter sido real ou não, mas tomou inúmeros caminhos, versões, interpretações, acréscimos e cortes de acordo com a cultura, ignorância e esperteza de quem recebeu ou viu nesse assunto uma maneira de se beneficiar de alguma forma, enquanto o público leigo, que não recebe a mínima explicação da ciência sobre o tema, fica literalmente perdido e passa então a duvidar da própria ciência, da Ufologia e do governo.

Assim nascem as conspirações, as seitas, os cultos aos UFOs etc, que interpretam a realidade que percebem da maneira que querem e acham. É preciso encontrar uma nova fórmula para encarar o problema e o primeiro passo é abandonar as ideias pré-concebidas. Mas falar que não há solução é questão e preconceito, inaceitável. Nosso suposto comandante estelar enfatizava, já naquele tempo, o despertar das pessoas, temos todos que acordar para os acontecimentos. Não só nada aconteceu, como parece também que nossos relógios despertadores ficaram sem pilhas.

Leia a Parte 1.

Fonte Original: Revista UFO Especial 033

Leia também:

A fascinação que encanta e engana

Arrebatamento, portais e quetais

Profecias militares??? A questão dos ETs "zombeteiros" e seus supostos representantes

Perfil psicológico de um contatado extraterrestre

As faces do contatismo

Saiba mais:

Quando os UFOs viram religião - Parte 1

Quando a Ufologia vira fanatismo - Parte 2
 

 

Ashtar Sheran: protetor da Terra? (Parte 1)

08.07.12 - 16h52
crédito: Ashtar Galactic2
ampliar
Ao contrário do que se imagina, as primeiras citações à suposta entidade surgiram na Europa

Orígem da alegada história e seu estudo detalhado

Ufólogos do meio científico se arrepiam quando ouvem a expressão "Ashtar Sheran". O mero pronunciar do nome do suposto extraterrestre, que estaria numa alegada missão no planeta Terra, faz a Ufologia se contorcer. A imensa rejeição ao tema por parte dos pesquisadores, no entanto, é proporcionalmente compensada, por outro lado, pelo gigantesco interesse que a população tem pelo assunto. Enquanto se torce o nariz, a Comunidade Ufológica esquece de pesquisar e se informar a fundo sobre o suposto ser, seja ele um ET, uma lenda ou fantasia.

No idioma sânscrito, o dialeto pelo qual os deuses eram conhecidos, Ashtar Sheran significa "o Sol que mais brilha", apesar de ninguém conseguir demonstrar como se chegou a essa interpretação - sequer quem se diz "contatado" por ele. De qualquer forma, acreditava-se que a primeira menção a essa entidade teria sido feita pelo médium alemão Herbert Victor Speer, em 1958. Líder de um movimento estabelecido em Berlim, Alemanha e conhecido por "Movimento dos Irmãos Cósmicos", Speer escreveu uma obra supostamente psicografada, A Grande Missão Celeste de Ashtar Sheran [Nova Stella, 1965]. No livro consta que Ashtar Sheran seria o comandante da Frota Extraplanetária pertencente à Confederação Intergaláctica da Grande Fraternidade Branca Universal.

Todavia, referências a essa entidade foram feitas alguns anos antes pelo suposto contatado norte-americano George W. Van Tassel (1910-1978), que depois de se aposentar da carreira de pilotos de testes começou a fazer canalizações e a difundir o chamado contato psíquico com hipotéticas presenças de origem alienígena. Tassel descrevia que o comandante Ashtar anunciava sua presença e chegada oficial à Terra em 18 de julho de 1952. Seria um extraterrestre de nível etéreo, de consistência puramente energética, devido a sua escala vibratória superior. Também segundo suas descrições, teria aspecto andrógeno, estatura entre 1,90 e 2,20 m, cabelos longos e loiros claros ou branco azulado. Sua roupa seria formada por uma espécie de macacão com botas de aspecto dourado, no peito ostentaria um símbolo formado por sete estrelas e, na cintura, um tipo de cinto com uma pedra ou objeto em alto-relevo. Na verdade, as atribuições na descrição desse ser são variadas, já que sua forma aparentemente física variaria "de acordo com a galáxia ou planeta onde estivesse atuando"...

Sheran também se apresentaria dizendo estar a serviço de Sananda, que seria o próprio Jesus Cristo! Informaria a seus interlocutores ser o representante de civilizações extraplanetárias, como comandante de uma suposta frota de espaçonaves confederadas, entidade supostamente constituída por inúmeras formas de vida, provenientes de diferentes civilizações e com as mais variadas aparências e tipologias. Tais seres teriam decidido atuar no nosso planeta a partir do momento que seus habitantes começaram a fazer testes com artefatos atômicos e nucleares. Algumas das funções míticas atribuídas a tal ser seriam enviar mensagens aos habitantes da Terra, para que tomassem consciência de suas ações, orientá-los e ajudá-los durante os períodos de transição que o planeta passaria para chegar a uma "dimensão superior" e resgatar os seres humanos que estivessem preparados ou em perigo, para então serem novamente recolocados ao nosso mundo, após um inevitável cataclismo que estaria se aproximando.

Em algumas passagens e comunicações, existe a menção de que Ashtar Sheran viria de um planeta com o nome de Methária, que orbitaria o sistema trinário de Alfa Centauro. Movimentos cósmicos foram criados em torno deste nome e hipotética entidade, desde os anos 50, como a "Universidade do Conhecimento Universal", de Van Tassel, a organização International Get Acquainted Program [Programa de Familiarização Internacional, IGAP], de George Adamski (1891-1965), a Sociedade Aetherius, de George King (1919-1997), entre outros tantos desde então, além de dezenas de livros que abordam a missão de Sheran e suas naves de resgate. Vários supostos contatados disseram e dizem-se representantes ou mensageiros de luz para o Comando Ashtar Sheran e outros membros da hierarquia espiritual na Terra.

crédito: Vesmirni/Andele-Svetla
George Adamski já possuia uma versão de Ashtar Sheran, naquela época
George Adamski já possuia uma versão de Ashtar Sheran, naquela época

 

Porém, é interessante observar que grande parte dos contatados dos anos 50, época inicial da suposta manifestação da entidade, e seus seguidores, sempre deixaram claro que nada têm a ver com uma organização conhecida por Comando Ashtar ou com a personificação que fazem do referido ser. Esse mito teria sido iniciado por um homem chamado Robert Short, também conhecido por Bill Rose, que era o editor de uma revista veiculada nos anos 50, chamada Interplanetary News [Notícias Interplanetárias]. Short chegou a ser amigo de Van Tassel, com quem insistia para que as comunicações de Ashtar Sheran se tornassem populares e comerciais, para que ambos ficassem famosos. Ele não estava preocupado em trazer alguma verdade ao público, uma vez que seu foco era lucro. Como Tassel parecia não concordar com tais termos, Short criou seu próprio modelo de Ashtar Sheran, através da organização do Comando Ashtar – o que, segundo pessoas que preservaram o trabalho de Tassel, acabou por criar uma aura de fanatismo e misticismo em torno da figura clonada da entidade interplanetária, transformando-o num filósofo metafísico. Para Short, a partir de então, os escolhidos aqui na Terra fariam parte de uma "elite espiritual", coisa que Tassel não concordava.

Vertentes estridentes e disseminação no Brasil

Deste ponto em diante, existem basicamente duas vertentes de informações sobre a situação do planeta, do ser humano e do provável futuro que nos aguarda, sendo que ambas são atribuídas à entidade intergalática. As informações vindas e que descrevem as duas faces do referido ser são tão opostas e contraditórias que fica difícil acreditar que se originem da mesma fonte. Uma das faces de Ashtar se apresenta como citado acima, um comandante de uma frota estelar pronta para salvar e resgatar pessoas aqui do planeta, quando o mesmo estiver prestes a uma destruição total. Um dos projetos criados por fanáticos seguidores dessa faceta seria o chamado Project World Evacuation [Projeto Evacuação Mundial], que divulgava diversos "mandamentos" do suposto ser por comunidades e agrupamentos esotéricos, assim como inúmeras previsões feitas por "porta-vozes" do comandante, que obviamente nunca aconteceram.

Aqui no Brasil, uma contribuição negativa, agravando ainda mais o problema envolvendo o nome de Ashtar Sheran, talvez tenha sido de uma boa intenção, vinda do falecido radialista e repórter brasileiro, Alexandre Kadunc (1933-1989) [Jornalista e escritor; discípulo de Ermilo Saccheta, começou a carreira na Rádio Nacional (1954, São Paulo); contratado pela Rádio Bandeirantes (1958 a 1975), tornou-se chefe do Departamento de Jornalismo (1960), implantando o Projeto "Titulares da Notícia" e criando o jornal Primeira Hora (1962, então uma revolução no rádio), o "Correspondentes Renner" e "Nosso Correspondente"; autor de livros como "Klik" (1985), "KK de Xangô" (1985),"81" (1989) etc].

Ele utilizou a imagem de Ashtar, que já estava conhecido como uma espécie de protetor do planeta, para divulgar a famosa "Mensagem de Ashtar Sheran" como forma de chamar a atenção das pessoas para os problemas sociais e políticos do mundo. Foi assim que muitas pessoas passaram a captar e gravar tal mensagem em seus aparelhos, e achavam ter recebido instruções do próprio Ashtar Sheran, relatando as mais variadas formas de gravação da mensagem, inclusive supostamente com aparelhos desligados. Sempre a tal mensagem de Kadunc, tida por muitos como genuína de Sheran. Depois de pouco tempo e até hoje, houve diversificadas versões, acréscimos e cortes, em comparação da mensagem original, de maneira gritante. Não se sabe ao certo quantas versões e conteúdos foram sobrepujados em cima do original transmitido por Kadunc.

crédito: Projeto Vip
Uma das poucas fotos encontradas do jornalista Alexandre Kadunc
Uma das poucas fotos encontradas do jornalista Alexandre Kadunc

 

A suposta mensagem de Ashtar Sheran ao planeta Terra

"Amigos do planeta Shan [Terra]. A nossa presença e a nossa intenção tornam-se cada vez mais claras a um número crescente de pessoas sem preconceitos. Milhares de habitantes da Terra esperam com impaciência nossa aparição visível. Mantenham vocês grandes razões de acreditar que somos capazes de realizar aquilo que chamam de milagre. Desejamos que seja compreendido com muita clareza, que não temos nada em comum com charlatões que queiram provar a realidade de sua existência. Cada gesto nosso é concebido segundo um plano bem determinado. Falo em nome de todos nós, que estamos comprometidos nesta missão bastante ingrata de dar assistência aos habitantes no planeta Shan. Seria um imenso alívio que nós, sob formas etéreas, onde é possível mobilizar, pudéssemos aterrissar simultaneamente em todas partes do globo terrestre, pondo fim à absurda discórdia e aos ódios irreconciliáveis que anulam o esforço comum para a paz.

Entretanto, as instruções que recebemos e nossos princípios, nos impedem de agirmos assim. Uma resolução breve, tomada pelos próprios habitantes da Terra deve preceder a nossa entrada maciça em cena. Peçam e receberão. Só então nossos poderes superiores, que ultrapassam em muito os que vocês têm atualmente, poderão ser utilizados. Sim, penso de fato na bomba H e em outros explosivos terrivelmente perigosos. Uma coisa é fabricar e fazer explodir tais engenhos infernais, mas onde está o mortal que resolveu o problema de evitar tais explosões, ou de reduzir seu efeito. Tal pessoa não existe no planeta Shan. Como ousam então vocês liberar uma força de tal amplitude, sem ter a menor ideia de como controlá-la.

Um grande número de mortais, suficientemente inteligentes, põe continuamente em movimento, ondas de pensamento de sentimentos destrutivos. Essas vibrações perturbadoras percorrem longas distâncias e causam agitações e doenças como essas. Vocês pensam que essas discórdias geradas por vocês e por milhões de seus habitantes, não têm nenhum efeito sobre forças inanimadas. O que vocês chamam de doenças, não existem em nossos planetas porque nós eliminamos suas causas. Uma vez que esses desejos e essas ações devassas, assim pesadamente carregadas, disseminam nos meios invisíveis as causas da guerra, como esperam os responsáveis poder escapar ao terror e às suas consequências O que desejo tornar claro é que nós, os homens do espaço, seja qual for o modo que possamos temporariamente intervir, temos o compromisso pelo juramento mais solene de manter as leis universais, únicas responsáveis pela preservação da vida em todos os níveis de consciência.

Um desvio dessas leis fixas e imutáveis equivaleria à perda de privilégios que conquistamos com nossos esforços ininterruptos. Gostaria, porém, de dar um conselho a vocês: moldem o mais possível sua vida, de acordo com os ensinamentos daqueles que desceram até entrar em contato com os mortais, por meio de uma manifestação física. Na qualidade de amigo colaborador de vocês, a serviço do Rei dos reis, que age do alto, nós os saudamos e nos esforçaremos por libertá-los daqueles que procuram oprimi-los e submetê-los a um regime de dominação destrutiva. Estamos vindo como defensores ou libertadores, para começar com a atividade daqueles que estão aprisionados em uma gaiola de carne e dos que serão desassociados do plano terrestre.

É preciso que vocês compreendam que os seus amigos cósmicos possuem corpos de transposição, isto é, corpos que podem se manifestar sob diferentes formas, assim como a água pode se transformar em vapor, neve ou gelo, segundo as condições atmosféricas naturais ou artificiais, é isto que nos permite ajudar os mortais. Como vocês às vezes esquecem, a guerra se desencadeia violentamente nos planos astrais, simultaneamente com sua expansão no plano terrestre. O fato de que tantos homens foram mortos, mas continuaram a viver no plano astral, com as mesmas metas e desejos, fará com que vocês compreendam a dificuldade da nossa tarefa. Atualmente, milhares de almas procuram seguir a senda da evolução espiritual. Se nós não interviermos, elas serão condenadas a serem arrastadas a sendas descendentes, que levam à degradação. Não valerá a pena lutar durante alguns meses, em conflito desesperado entre as trevas e a luz, o ódio e a coragem sobre-humana.

Eu afirmo que a vitória não dependerá em absoluto, de uma passagem material, nem de um número superior de armas que levam vossos sábios a pensar que atingiram um conhecimento profundo, e que organizaram o poder secreto da energia cósmica. Devo dizer que não é assim, por um ato divino, como os mortais jamais viram até hoje, uma conclusão rápida e irrefutável porá fim a isso. Que o planeta de vocês deposite sua confiança no único poder capaz de liberá-los do seu destino iminente, pois não está no poder de nenhum chefe terrestre, por ordem em toda Terra. O consentimento imposto pelo medo ou pela força nada vale diante da lógica fria e da lealdade profunda, em relação às concepções superiores. Uma longa campanha foi empreendida contra as forças negras que partem do invisível, atingindo os habitantes terrestres, e sem por eles percebidas, os pervertem, fixando-lhes deveres engenhosos, de uma maldade diabólica, a fim de submetê-los a mais abjeta escravidão, sob seu comando único. Como consequência benéfica dessa campanha ininterrupta e colossal, dirigida a todas as forças negras e as hordas pervertidas dos mortais, tornou-se possível agora, transferir essa batalha para o plano físico visível, onde os humanos podem eficientemente defender-se sendo os resultados mais tangíveis.

Que importa o sofrimento de um bom número de vocês, durante esta fase final de transformação do mundo, já que todos os que permanecerem justos e firmes, e qualquer campo em que se encontrem, compreenderão, depois, que prestam inestimável serviço ao Mestre e às suas regiões conquistadoras unidas do espaço. Eles terão, assim, permitido a essas regiões atravessarem a impenetrável densidade do envoltório etéreo da Terra, para trazer o triunfo e a força ás potências amigas do planeta Shan. Operar-se-á então uma rápida mudança na superfície da Terra e nos seus habitantes. A cada hora, as próprias potências do mal desvendarão os seus desígnios, e essas revelações levarão os humanos a uma decisão rápida: derrubar as falsas leis, substituindo-as por verdadeiras concepções de ação construtiva, assim, a nossa presença não terá outro fim, senão o de vir em auxílio de vocês ou de seus guardiões invisíveis, que estão muito preocupados com o estado do planeta Shan.

Nós somos 10 bilhões de homens do espaço fortemente equipados com força de natureza etérea, a fim de se opor às intenções das forças destrutivas, tornando inofensivos seus meios. Sabemos quais as regiões da Terra que estão fadadas á destruição, e logo que apareça um perigo, enviaremos a esses lugares, vários milhares de reinplan, discos voadores. Para dar-vos uma ideia de como vocês estão protegidos, poderia citar inúmeros fatos onde sabotagens premeditadas foram impedidas, graças à vigilância dos nossos homens. Se ainda não se produziu a desintegração atômica em cadeia, não é porque os seus sábios sabiam utilizar os minérios radioativos, é porque nós temos tido cuidado especial de purificar a atmosfera por meio de bolas de compostos químicos, depois de cada explosão atômica. Os nossos meios de comunicação telepática e de observação visual, que englobam cada pessoa e cada lugar da Terra, estão além da compreensão atual de vocês.

As promessas, tantas vezes repetidas, de que aqueles que depositaram a sua confiança em Deus serão protegidos, são perfeitamente exatas. O nosso aparecimento, sob uma forma física, ou a materialização de nossas naves aéreas, depende das instruções que receberemos de bases que estão muito acima da estratosfera de vocês. Essas instruções são determinadas, em grande parte, pelos acontecimentos e pelas reações humanas. Outros fatores desempenham também um importante papel, como a influência planetária magnética, as condições astrais, as vibrações especiais, provenientes das forças concentradas no interior do globo ou das regiões onde os humanos despertam diante do perigo e fazem tentativas desesperadas para dele se livrar. Essas últimas considerações são talvez o elemento mais poderoso que leva nossas forças a eles. Mas vocês próprios, os humanos, devem tentar conquistar sua liberdade, entes que possamos vir em seu auxílio. Nós estamos vindo como libertadores ou defensores, e esperamos instruções para uma missão mais agradável.

Poderemos então misturar-nos livremente com vocês, iniciando-os em tantas delícias e em um bom número de privilégios que possuímos. Querem vocês, por sua própria colaboração, apressar esse dia feliz? Esperamos que sim. Vocês querem acreditar firmemente em nossa existência, assim como em nosso desejo impessoal e desinteressado em servi-los? Quanto mais cedo esses dois fatores forem aceitos pelos homens em geral, mais rápido e facilmente poderemos atingir a nossa meta e menos vidas se perderão. Estão nos apressando para salvar todas as almas que quiserem adaptar-se às transformações gloriosas, exigidas pela nova era. Alguns de vocês serão retirados do seu planeta, a fim de ajudar por algum tempo nos planos invisíveis, como milhares o fazem atualmente. Honra àqueles, que por intuição, divinamente inspirados, podem captar a verdadeira significação da nossa missão. Qualquer esforço de nossa parte, para assumir, seja o que for, dos valores do planeta Shan, seria imperdoavelmente vil, tendo em vista que uma grande parte dos habitantes de seu planeta está em lamentável situação de penúria e subnutrição. Temos a intenção de ampliar os seus recursos e não diminuí-los. O contraste que há entre as condições harmoniosas dos nossos planetas e a desordem da órbita que existe em toda parte onde temos a vida, tal como ela é vivida no planeta Shan, é extremamente doloroso de observar.

Devo dizer que a incapacidade de todos, salvo aquele punhado de homens de poder, de captar e ter pelo menos uma visão efêmera da mensagem espiritual do mestre, que teria libertado de toda servidão material, representa uma cegueira que encheu nossos corações de angústia, quanto á possibilidade de salvar a Terra da destruição total. Nós, que os vigiamos dos nossos postos de observação no espaço, perdemos toda a esperança de ver o planeta Shan, a Terra, escapar de sua morte. Nos que nos diz respeito, tínhamos resolvido esquecer a Terra de vocês, mas para seu salvador a coisa era diferente. Ele fez a promessa sagrada que voltará, por isso esse mundo tenebroso será por ele iluminado, apesar de todos os esforços das forças do mal, para impedir esse acontecimento. Temos a confiança de que essa promessa será cumprida e nós nos submeteremos inteiramente à direção suprema do salvador invisível de vocês. Ele não virá em carne. Quer essa assistência chegue visivelmente por meio de astronaves, cuja equipagem é constituída de seres poderosos, mostrando a sua autoridade pelo uso de forças desconhecidas dos mortais, quer esse auxílio venha por meios misteriosos e invisíveis.

É certo, todavia,que os homens e mulheres que cumprem as missões para as quais nasceram sobre a Terra, receberão tudo o que for necessário para garantir o seu sucesso e desempenhar o papel que lhes é destinado. Ninguém é capaz de avaliar no seu justo valor, a paciência e a maravilhosa indulgência com as quais Deus suporta a fragilidade dos humanos e ninguém é capaz de medir o seu desapontamento quando eles recusam aceitar o seu perdão e a sua misericórdia. Tudo o que se faz sendo de natureza destrutiva, é o resultado da livre escolha do homem de ligar-se à senda do retrógrado que leva ao esquecimento. Esses seres retrógrados não podem existir no novo mundo que se cria atualmente.

Nos próximos anos haverá milagres que levarão vocês a uma revisão de suas concepções sobre a natureza e a sua metamorfose. É inevitável uma era de purificação, antes que se possa instaurar um sistema mais perfeito. Há meios para tornar menos dolorosa uma tal purificação. E a indignação desses resíduos inquietantes, embora em diferentes partes do globo, só uma completa varredura fará desaparecer qualquer vestígio das antigas abominações e seus resíduos. Há, no entanto, inúmeros caos em que esforços determinados são levados a efeito, por indivíduos, grupos ou movimentos, para uma reforma digna da nova era. Esforços que impediram medidas tão radicais. Nós atravessamos países de ponta a ponta, encontramos uma multidão de pessoas íntegras, generosas e de espírito aberto. Tomamos nota de cada uma delas. Nós as observamos em casa, nos negócios, no trabalho, nas distrações, na riqueza e na doença, em tempo feliz e de crise. Em todas as ocasiões elas ficaram calmas, cheias de recursos, dando coragem e forças aos medrosos e aos fracos. Agradecemos a Deus por elas existirem. Há homens que nos considerarão destruidores. Reflitam por alguns instantes e pensem em tudo o que os tornam ansiosos, apavorados, infelizes e preocupados.

O tempo, as marés do oceano, o ar que vocês respiram, o alimento que absorvem, a própria Terra, sobre a qual vocês andam, afetaram as relações humanas, os negócios, os governos, o comércio, a sociedade em geral, pois o seu magnetismo está carregado de nocividade, todas essas coisas serão renovadas. No momento nenhum esforço deve ser feito para se comunicarem conosco, salvo depois de um pedido especial nosso. Nós mesmos escolheremos a ocasião, o lugar e a pessoa com a qual desejaremos manter contato, no entanto, seria uma grande ajuda se vocês quisessem manter em relação a nós, sentimentos amistosos de confiança, e pensamentos de boas vindas. As nossas forças encontrariam, assim, uma atmosfera bem adaptável ao seu trabalho, pois elas têm necessidade desses campos de lua, para aterrissar e repousar por alguns instantes, a fim de poderem adaptar-se ás condições e às vibrações que encontrarão ao cumprirem sua missão. Conhecemos cada um de vocês e sabemos da simpatia daqueles que testemunham a nossa missão. Queríamos que vocês soubessem a ajuda que isso representa para nós ter avenidas luminosas que nos permitam atingir as regiões mais sombrias, onde se deve fiscalizar tanto trabalho. Estamos profundamente agradecidos a vocês, por sua compreensão e por sua benevolência."

--- Comandante Ashtar Sheran 

crédito: Cláudio Gianfardoni
A mais popular e conhecida imagem de Ashtar Sheran, idealizada pelo artista plástico paulista Cláudio Gianfardoni, dentro de sua linha de retratar os mestres da Fraternidade Branca Universal
A mais popular e conhecida imagem de Ashtar Sheran, idealizada pelo artista plástico paulista Cláudio Gianfardoni, dentro de sua linha de retratar os mestres da Fraternidade Branca Universal

 Continua na Parte 2... clique aqui para acessá-la.

Fonte Original: Revista UFO Especial 033

Finalmente o 'OSNI do Mar Báltico' vai ter seu desfecho

25.06.12 - 18h10
crédito: Daily Mail
ampliar
Mais uma furada sem tamanho será revelada em breve. Lamentável

Capítulo final nada agradável - enganaram a grande maioria dos expectadores

Nota do blog: Bem, estimados leitores, este autor com a ajuda de outros ufólogos que estavam em contato direto - ou pelo menos tentando obter algo mais concreto - com integrantes da Ocean Explorer (Ocean X) acompanhou desde o início (meados de 2011, pasmem!) as informações desencontradas e claramente frutos de marketing viral para a série de TV que aí está, sobre o suposto Objeto Submarino Não Identificado (OSNI) descoberto no Mar Báltico. Sabíamos que deste mato não sairia coelho algum, muito menos qualquer dado relevante de fato, mas resolvemos aguardar para que todos pudessem presenciar a furada total por si mesmos.

O correspondente internacional da Revista UFO Ronald Maidana, do Paraguai, havia trocado vários e-mails com Dennis Asberg, membro do grupo Ocean X, liderado por Peter Lindberg, onde Asberg simplesmente não respondia as questões das quais era inquirido, desconversava e somente informava que uma série de nome Baltic Cowboys mostraria a expedição de resgate do tal objeto. Detalhes "somente com os seus empresários". Ficava patente a estratégia de marketing dos "caçadores de tesouros", sob o manto de ouro de algum patrocinador do meio cinematográfico.

Mantivemos os olhos atentos ao tema e seu desenrolar. Incrivelmente, praticamente nenhum meio jornalístico se mobilizou para realizar uma reportagem investigativa a respeito e divulgava-se tão somente o suposto fato conforme os textos estrategicamente elaborados e encaminhados às mídias, alardeando a descoberta de um objeto não identificado no local.

Finalmente, uma luz no fim do túnel começou a surgir neste mês de junho - infelizmente, praticamente no final das chamadas para série que já conseguiu grudar na telinha cerca de 700 milhões de pessoas pelo mundo -, a partir de um artigo da DiscloseTV intitulado Baltic Sea UFO A Publicity Stunt By The Treasure Hunters?, traduzido ao espanhol e logo em português, com o título Anomalia do Mar Báltico, um golpe publicitário dos buscadores de tesouros?

Atualização sobre o objeto do Mar Báltico

No dia 29 de junho, este artigo foi postado no Life (Little) Mysteries, via MSNBC: Baltic Sea 'sunken UFO' begins to smell like an elaborate scam - Ocean explorers having hard time providing any details as media coverage grows ['UFO afundado' no Mar Báltico começa a cheirar como golpe elaborado - Exploradores do oceano com dificuldade em fornecer quaisquer detalhes conforme a cobertura da mídia cresce]

Por La Mentira Está Ahi Fuera (25/06)

A expedição que a Ocean X "fretou" para pesquisar o suposto objeto submarino do Báltico terminou há vários dias, mas ainda assim, a informação flui à conta-gotas. As atualizações que aparecem em sua página são escassas e não esclarecem absolutamente nada sobre o que há ali embaixo. Tudo isso está dando munição aos aficcionados das teorias imaginativas, para que especulem nas redes sociais.

O que parece inegável é que essa falta de clareza obedece a uma estratégia. O objetivo? Gerar expectativa para um documentário que a Ocean X está preparando conjuntamente com a Titan TV.

2012-03-16

Ocean X Team has now signed a partnership agreement with Titan TV production.

Titan TV will produce a TV documentary series and documentary film for an international audience.

The production starts in April, see more at: www.balticcowboys.com


[A equipe da Ocean X já assinou um acordo de parceria com a Titan TV.

Titan TV vai produzir uma série de documentários de TV e um filme documentário para uma audiência internacional.

A produção começa em abril, veja mais em:
www.balticcowboys.com]

A última história, rara, sobre este objeto, é que "as câmeras deixam de funcionar" quando se aproximam dele. Supostamente geraria uma "estranha energia" que provoca interferências nos equipamentos eletrônicos quando se aproximam. Desta vez não é uma invenção original do tipo presente no Starviewer. É uma declaração real de um dos membros da expedição. No segundo minuto, é mencionado no seguinte vídeo [Com legenda em português e sete minutos de duração, acesse clicando aqui]: Mas, no entanto, na primeira imersão, o Remotely Operated Vehicle [Veículo Operado Remotamente, ROV] tomou uma série de sequências de imagens que todos nós já vimos. Talvez dessa vez não houve interferências? Quiçá, o melhor seja recorrer resumidamente às últimas declarações de Peter Lindberg no grupo do Facebook, nas quais expunha seus pensamentos:

1. Não acho que o círculo seja os restos do naufrágio de uma aeronave voadora da Segunda Guerra Mundial, tampouco de milhares de anos atrás
2. Não acho que sejam os restos de nenhuma embarcação de época passada ou moderna
3. Não acho que a construção seja uma base de submarinos nem nada do tipo
4. A estrutura é rochosa
5. Da câmera do ROV se via como se fosse feita de concreto, mas não é concreto
6. Pensava que as linhas retas que se veem no sonar não seriam tanto assim na realidade, mas são. Mais do que esperava
7. Acho que poderia ser devido a atividade vulcânica, ainda que isso não encaixa com o que sabíamos até agora
8. O círculo parece apoiar em um pilar de uns oito metros de altura. O círculo em si mede uns quatro metros, pelo que a estrutura completa tem uma altura total de 12 metros
9. Na próxima expedição trataremos de averiguar se o pilar e o círculo são uma peça única ou se são duas
10. O rastro que parecia ter sido provocado pelo deslizamento do objeto, parece que tem sua origem no substrato retirado das laterais do pilar pelas correntes
11. O que não é verdadeiro, é que tenhamos encontrado um buraco de uns 25 cm na superfície do círculo. O que ocorreu é que cremos ver um poço a partir da câmera do ROV, mas não pudemos seguir com a visualização para não comprometer a imersão dos mergulhadores que iam baixar imediatamente depois, e assim evitar que ficassem sem luz. Os mergulhadores não encontraram rastro do buraco.

Já percebemos. É necessário dar mais um pouco de suspense ao tema, porque senão, ninguém vai ver o documentário...

crédito: Expressen
Uma das raras cenas divulgadas
Uma das raras cenas divulgadas

 

crédito: La Mentira Esta Ahi Fuera
Esquema. Acesse a imagem em melhor resolução clicando aqui
Esquema. Acesse a imagem em melhor resolução clicando aqui

 

crédito: La Mentira Esta Ahi Fuera
Suposto rastro. Acesse a imagem em melhor resolução clicando aqui
Suposto rastro. Acesse a imagem em melhor resolução clicando aqui

 

Investigação mínima obrigatória

Nota 2 do blog:
Já sei. Irão perguntar: "Ora, mas e a movimentação de navios militares na região, que tentaram bloquear o acesso ao local?"

Basta realizar uma pesquisa mínima (mínima=Google) sobre a região para constatarmos que o Mar Báltico faz divisa com diversos países, como Alemanha, Dinamarca, Estônia, Finlândia, Letônia, Lituânia, Polônia, Suécia e Rússia. Também com ilhas e arquipélagos pertencentes a essas nações, sendo ponto de intensa movimentação das Marinhas dos mesmos, desde sempre.

Movimentações militares por ali são comuns, corriqueiras, e não somente porque resolveu-se "bloquear acesso" (sic!) ao pseudo OSNI e sua história publicitária! Clique aqui e aqui, descubra a quantidade de navios, ações e treinamentos marítimos que são realizados cotidianamente no lugar. Há, inclusive, o Conselho Internacional para a Exploração do Mar, que atua também na região.

Hoje mesmo (26) está ocorrendo intensa manobra militar no Mar Báltico, sob comando da Rússia, que perdurará até 01 de julho, mesmo após o término das gravações do "seriado OSNI", veja Rússia comanda manobras militares no Mar Báltico. No início do mês, a Alemanha recuperou um avião afundado na região, veja Marinha alemã recupera um avião 'Stuka' da Segunda Guerra Mundial. Da mesma forma anteriormente, durante os anos, como em 2009, que navios da Marinha da Índia e Rússia faziam manobras no Mar Báltico. Somente citando alguns exemplos.

Esta simples "busca de Google" (com instinto investigativo e não apenas de curiosidade) nos forneceu, além de provas de que a região toda é bem conhecida da Marinha de pelo menos uma dezena de países, a certeza de que caso realmente houvesse algo insólito do "tipo extraterrestre" por ali, os militares saberiam há muito, muito tempo - talvez décadas - antes do que qualquer expedição caçadora de tesouros. A área toda é vastamente conhecida tanto por vias aéreas, quanto submarinas, mapeada e monitorada. Tal artefato, caso existisse, não estaria mais ali há muitos anos, retirado sob total sigilo - vide o acobertamento ufológico orquestrado desde os anos 40 - e nunca numa "operação de bloqueio" ao local, exatamente durante as gravações do seriado da Titan TV e Ocean X, para o mundo todo ficar sabendo. Acaba-se, assim, nitidamente patente que a jogada de publicidade continua para manter o marketing viral do "documentário"!

Ontem (25 de junho), parece que divulgaram uma nova e curtíssima chamada ao assunto, com frases de Asberg. A tradução livre está logo abaixo do vídeo: "Dennis Asberg fala sobre a anomalia do Báltico

Chegamos lá duas vezes, e o ponto de interrogação se tornou muito maior agora. A área é um prato completamente circular com 180 m de cincunferência e, portanto, acreditava que foi os primeiros vestígios de um meteoro.

Mas há uma faixa de 1.500 pés no fundo do mar até atingir o objeto e eles descobriram também ângulos retos, paredes lisas com cavidades na superfície, como corredores no interior do objeto.

Quando fomos para fora e vimos, as paredes eram retas e lisas, foi assustador, como em um filme de ficção científica."


Na mosca! Sim, é um filme de ficção científica. Só esqueceram de avisar aos 700 milhões de telespectadores calculados até o momento.

Ufologia completa 65 anos - Era Moderna dos Discos Voadores

23.06.12 - 15h42
crédito: Crusader
ampliar
Fenômeno segue indecifrável e longe de qualquer final. Muito pelo contrário...

"Melhor idade" - a experiência e o conhecimento

A chamada Era Moderna dos Discos Voadores foi iniciada oficialmente em 24 de junho de 1947, a partir do avistamento de Kenneth Arnold, dando espaço ao termo Ufologia - estudo dos UFOs, do inglês Unidentified Flying Objects, e também de seus tripulantes - e ufólogo para o pesquisador do assunto.

Estudo dos UFOs. Só isso?

Completa 65 anos neste domingo, 24 de junho de 2012 e, no decorrer deste tempo, descobrimos, detectamos, investigamos, documentamos, fotografamos e filmamos toda uma gama de ocorrências cada vez mais sólidas e comprovadas de fenômenos e efeitos físicos, químicos, biológicos, óticos, eletromagnéticos, elétricos, térmicos, astronômicos, sociais, históricos, entre outras. Avistamentos, pousos e abduções invariavelmente semelhantes entre si, traumas, sequelas físicas e psicológicas em testemunhas e vítimas etc.

Alguém que realmente tenha estudado e pesquisado de modo imparcial e sem preconceitos estes fatos, não conclui de forma alguma que "tudo não passa de equívocos e devaneios". Muito pelo contrário, indivíduos cada vez mais capacitados e formados nas mais diversas áreas científicas vêm surgindo com grande interesse e admiração pela Ufologia, sendo gradativamente incorporados e contribuindo, cada qual em sua especialidade profissional, na busca de pistas, evidências, soluções, metodologias apropriadas, tecnologia e equipamentos inovadores, teorias, respostas, formas de tratamento e recuperação de abduzidos e muito mais.

O estudo dos Discos Voadores e seus tripulantes, ao contrário do que muita gente imagina, envolve multi e interdisciplinaridade, engloba simplesmente ‘todas’ as ciências e formas de investigação de que dispomos em termos mundiais. E para quem se espanta com esta afirmação, vamos citar, resumidamente, as ciências mais relevantes de que necessitamos e utilizamos para tratarmos do fenômeno, tendo em vista, especificamente, as partes interessantes à Ufologia.

crédito: MUFON
Catálogo com a tipologia dos UFOs registrada durante as décadas
Catálogo com a tipologia dos UFOs registrada durante as décadas Veja mais na MUFON - central europeia: http://archiv.mufon-ces.org/

 

crédito: MUFON
Catálogo tipologia dos UFOs
Catálogo tipologia dos UFOs. Veja outros na MUFON - central europeia: http://archiv.mufon-ces.org/

 Ufologia de A à Z

Antropologia – Estudo científico da espécie humana, sua origem, evolução, costumes, instituições etc. Nesta disciplina, investigamos possíveis vestígios da influência alienígena em todas as civilizações, raças e povos, sem distinção, como também suas relações com a humanidade contemporânea;

Arqueologia – Estudo das civilizações pré-históricas, utilizando-se de monumentos, objetos, documentos, ossadas, etc por elas deixados. Alguns pesquisadores se dedicam à busca e compreensão do chamado "elo perdido" entre as espécies, outros acreditam na possibilidade da coexistência entre civilizações avançadas cientificamente, habitando em pomposas metrópoles, e seres primitivos morando em cavernas, isoladamente. Utiliza-se o termo Ufoarqueologia para a busca de indícios extraterrestres no passado arqueológico humano;

Astronomia – Ciência que estuda a formação, constituição, posição relativa e leis dos movimentos dos astros. Alguns deles são frequentemente confundidos com UFOs, por isso, toda pessoa interessada no assunto deve ter noções básicas desta atividade, que desenvolve papel importante na pesquisa e localização de estrelas e planetas com chances percentuais de abrigar vida. Praticamente toda semana, em algum meio de comunicação, surgem comentários sobre as estrelas e novos planetas descobertos. Estrelas são sóis e um sol pode abrigar vários planetas, assim como em nosso Sistema Solar, o que multiplica infinitamente a quantidade de planetas existentes no universo. O avanço e aprimoramento na construção, capacidade e tecnologia de telescópios nos fornecerão surpresas fascinantes;

Biologia – Ciência dos seres vivos, leis da vida e a relação com o meio ecológico. Nela também existem lacunas sem solução, mas esta disciplina é a base para melhores questionamentos e buscas sobre nossas origens e evolução, incluindo o ramo da genética, parte da biologia que estuda as leis da hereditariedade e as partículas (genes) responsáveis por esse fenômeno, mutações, hibridismo, tecnologia genômica, bioquímica, além das técnicas laboratoriais de análises utilizadas também em certas investigações ufológicas.  Exobiologia e astrobiologia são exatamente o estudo das formas de vida em outros orbes;

Filosofia – Estudo que visa a compreensão da realidade em sua inteireza, especialmente da origem e do sentido da existência. Todo ufólogo e simpatizante também é um filósofo em potencial;

Física – Ciência que estuda as propriedades e a estrutura dos corpos, dos sistemas materiais e as leis que explicam as modificações que ocorrem em seus estados e movimentos, sem que haja alteração de sua natureza. Está sempre em crescimento e expansão, surgindo novos campos de estudo, onde fenômenos que aparentavam ser independentes e sem nenhuma relação entre si mostram-se posteriormente como partes diferentes de um único fato mais complexo. Seria difícil definir com precisão seu campo de atuação, pois a física se encontra em contínua evolução, é utilizada em comunhão com as mais variadas ciências e áreas da tecnologia, sendo a responsável direta por inumeráveis conquistas, inclusive algumas controversas, como a energia atômica ou nuclear.

Divide-se em diversas partes, como acústica (estudo de fenômenos sonoros), eletromagnetismo (fenômenos elétricos e magnéticos), mecânica (fenômenos do movimento), óptica (natureza da luz e seus fenômenos), termologia (fenômenos térmicos) etc. Ou seja, grande parte dos efeitos produzidos pelos UFOs deveria ser de total interesse aos físicos em geral, mas parece mais fácil ignorá-los, afinal são "apenas" objetos voadores não identificados, que desafiam a gravidade e possuem regras físicas próprias! Porém, cedo ou tarde, pelas trilhas citadas acima, perceberão por si mesmos o quão estavam enganados e quanto tempo perderam com inúteis falsas explicações e indiferença.

Além da física quântica e mecânica quântica, a direção tomada pela chamada física moderna ou nova física já está provando aos mais ortodoxos que muitos fatos, métodos, regras e teorias científicas estão rumando e indicando para novos e amplos estudos, reformulações onde uma nova visão de mundo e universo implicará indubitavelmente na constatação do óbvio. Teorias como das super cordas, multiversos e dos buracos de minhoca (Wormholes), citando apenas exemplos clássicos;

Geofísica – Trata das características e propriedades físicas do planeta. De nosso interesse específico, temos a Geofísica Espacial, que busca a compreensão dos fenômenos físico-químicos que ocorrem na Terra e no espaço próximo, com estudos sobre o campo geomagnético e suas variações espaço-temporais, fenômenos elétricos na atmosfera e condutividade elétrica nas camadas internas do planeta;

Geografia – Estudo dos aspectos físicos da superfície da Terra. Tem sua importância na investigação de campo, onde precisamos compreender a localização, tipo de relevo, vegetação, hidrografia e outros aspectos morfológicos de cidades e locais de pesquisa;

Geologia – Origem, constituição e as transformações do globo terrestre e da vida sobre ela existente. Estas modificações produzem materiais e fenômenos naturais com influência direta e indireta em nossas vidas, sendo relevantes à compreensão dos processos físicos e químicos que levaram o planeta a ser tal como o observamos;

História – Narra os fatos políticos, econômicos, culturais e sociais notáveis na vida de um povo ou da humanidade; Conjunto de obras e conhecimentos derivados dessa ciência; Estudo da origem e desenvolvimento de uma arte ou ciência. Os acontecimentos que podem ser interpretados como ufológicos em toda dimensão da história são incomensuráveis e amplamente documentados em literatura especializada, inúmeras publicações, com ações e reações típicas de ocorrências do gênero. A partir do exato momento em que governantes, militares e cientistas assumirem de uma vez por todas a interação entre humanos e alienígenas como realidade, terá início uma revisão sem precedentes nesta disciplina;

Neurologia – Parte da medicina que trata das perturbações e doenças do sistema nervoso. Tem sua importância na tentativa de compreensão dos processos cerebrais aos quais são submetidos os abduzidos ou pessoas que estiveram próximas de um UFO. Atualmente, temos a neuroteologia, a mais recente iniciativa de cientistas para explicar os eventos místicos, antes rotulados de sobrenaturais. O rigor científico sempre foi utilizado para sepultar as tentativas de se levar a sério a ocorrência dos chamados fenômenos espirituais, que eram incluídos como patologia da mente. Agora, novas técnicas de pesquisa tentam decifrar alguns dos maiores enigmas da humanidade, como a fé, meditação, estados alterados de consciência, viagens astrais, contatos ufológicos etc, através de imagens obtidas na intimidade do organismo por equipamentos de última geração, como tomógrafos guiados por feixes de pósitrons, as antipartículas de elétrons. Estes pesquisadores buscam entender o relacionamento entre espiritualidade e cérebro. E nós devemos ficar de olho na neuroteologia, buscando uma aproximação com estes profissionais;

Psicanálise – Métodos de investigação psicológica dos processos mentais criado por Sigmund Freud(1856-1939) e que visa o tratamento das desordens emocionais. Relevante nas tentativas de compreensão das abduções, como também na identificação e separação entre real e imaginário;

Psicologia – Estudo de fenômenos psíquicos e o comportamento humano e animal; Conjunto de disposições psíquicas e mentais de uma pessoa ou classe de indivíduos. Seriam as abduções frutos do imaginário humano? Elas acontecem em todas classes sociais, formações religiosas ou intelectuais, atingem todas as raças, povos, sendo uma "anomalia" global;

Psiquiatria – Parte da medicina que abrange o estudo e tratamento de doenças mentais. Em algumas clínicas psiquiátricas, foram identificadas pessoas que, salvo algum equívoco inevitável, são portadoras de sintomas típicos aos abduzidos com sequelas psicológicas graves;

Química – Ciência que estuda a composição das substâncias, suas propriedades e as leis que regem suas reações, combinações e transformações. Utilizada em variados tipos de análises e testes em amostras, além da importância universal, pois os elementos químicos estão presentes em nós, nosso planeta e no cosmos. A química teve sua orígem graças à alquimia e muita gente se esquece desta verdade pregressa, em que "malucos" pioneiros buscavam cura para as doenças, o elixir da vida, fórmulas mágicas para se transformar qualquer material em ouro, entre outras excentricidades que acabaram se tornando a base da medicina e farmacologia modernas;

Teologia – Estudo ou tratado das questões religiosas relativas à divindade e a sua relação aos homens. Nem é necessário comentar, não acham?

Além destes tópicos, embrenhamo-nos em estudos das doutrinas, textos sagrados, em hipnose, parapsicologia e afins. De outro lado, as tecnologias, metodologias e procedimentos policiais, militares, serviços secretos, enfim, onde quer que o ser humano tenha se manifestado inteligentemente –ou nem tanto - sempre houve espaço para as pesquisas e descobertas ufológicas.

Por esse motivo, este humilde autor pede desculpas antecipadas por alguma falha ou esquecimento na descrição e relação das áreas de atuação em Ufologia moderna. Trata-se de uma modesta síntese, lembrando que algumas área abrangem outras tantas em seu leque e assim sucessivamente.

Enfim, sejam todos bem vindos ao estudo do século. E parabéns à Ufologia por mais uma vela no bolo da trajetória humana no planeta, sem nunca nos esquecermos dos grandes pioneiros, aqueles que possibilitaram estarmos aqui hoje, aqui e agora.

crédito: Alientimeline
Tipologia humanóide registrada
Tipologia humanoide registrada

 

crédito: Alientimeline
Tipologia humanoide
Tipologia humanoide

 Estagnação, apatia ou transição?

Hilariante, estimados leitores! Existem pessoas que dizem-se "militantes" ou interessadas na Ufologia, mas na verdade somente atrapalham, torcem e atuam contra os avanços na área. Se fosse por elas, poderíamos abandonar tudo e retornar a vida simples e corriqueira, à labuta do dia-a-dia - em nossas profissões e trabalhos que nos sustentam, pois realmente ninguém vive de Ufologia, para quem ainda não saiba -, afinal, a pesquisa dos Discos Voadores e seus tripulantes chegou ao limite, não sai mais do lugar e não há mais o que fazer. Realmente, seria bem mais fácil e conveniente abandonar o navio com esta desculpa, porque somente levamos prejuízos financeiros e nenhum reconhecimento. Ou então, retirar da pauta as pesquisas sérias e deixar caminho livre para fraudes, ufolatria, charlatanismo e messianismo ufológicos. Seria esse o fim de tudo?

Uma visão bitolada e simplista, eu diria. Na verdade, a Ufologia Mundial - não somente a nossa - está claramente numa fase de transição e reorganização, onde é necessário separar o joio do trigo, unificar-se, esclarecer e concluir trabalhos e projetos em andamento, difundir-se de maneira definitiva entre o meio acadêmico e ser oficializada.

Isso não será possível a curto prazo, portanto, há muito trabalho pela frente. É uma fase de ajustes, decisões, meditações, reflexões e ações, de onde sairá fortalecida e pronta para seguir em frente. A Ufologia Brasileira é uma das melhores e mais eficientes, respeitada no mundo todo. Faz-se muito com pouco ou nenhum recurso financeiro e some-se a isso nossa precária situação econômica num país em desenvolvimento. Ponto negativo ainda é a falta de união entre ufólogos e as ervas daninhas que sequer merecem atenção, pois fazem de tudo, menos Ufologia. Graças a esta falta de organização dos pesquisadores sérios e isso urge de reformas.

Os desatualizados, os leigos e os xeretas

Igualmente, muitos cientistas, profissionais de outras áreas e curiosos que absolutamente nada sabem sobre o assunto, dentro de suas limitações ortodoxas e verdadeiras crendices científicas - mais o fator "desatualização", que ancorou muita gente lá no século XX - atacam a Ufologia, como pseudociência [pseudes significa falso]. Nenhum pesquisador da área pode aceitar este termo, sem explanar sobre ele. Falsa ciência? De modo algum! Ufologia é uma protociência [protos = primeiro, inicial] ou paraciência [para = ao lado]. E quem não entende sobre determinado assunto, deveria, no máximo, ausentar-se de comentários.

Exemplificando, se não entendemos nada de geodésia - e por incrível que pareça trata-se uma ciência, que estuda formas e dimensões da Terra -, então como iremos comentar ou opinar sobre a mesma? Antes de mais nada, se necessário fosse, iríamos estudar e informarmo-nos sobre o assunto antes de qualquer posição. Ética, moral, bom senso e coerência são princípios básicos que se aprende no 1º ano de graduação, em qualquer universidade.

Mídias e médias

Não poderia deixar de citar também o papel da mídia, como fonte de desinformação e sensacionalismo dos fatos. Sem generalizar, é claro. A falta de discernimento e conhecimento dos profissionais da área no tema atrapalha muito, faltam estudos e pesquisas para a maioria dos representantes da imprensa. Por que não cometem gafes em matérias científicas tradicionais? Porque estudam, pesquisam antes, ou ao menos consultam especialistas! Infelizmente, pensa-se em ibope, manchetes e chamarizes nesta hora, independentemente da confiabilidade ou credibilidade das fontes.

A sociedade de um modo geral mostra-se aberta e receptiva sobre a presença de outras civilizações pelo cosmos. A mídia influencia a vida e cultura de todos, é como um espelho para muita gente. Noticiários e reportagens, sejam televisivas ou escritas, deveriam se preocupar mais com as informações reais e fundamentadas da Ufologia, deixando de lado, finalmente, a mistificação e negligência que se fazem presentes ainda nos dias atuais.

Concluímos neste tópico que muitas matérias boas são moldadas pelos jornalistas antes da veiculação, e como adoram o sensacionalismo na Ufologia, vertem para este lado. Talvez seja exatamente por este motivo que muita gente de peso, como cientistas e pessoas públicas bem informadas, evitam falar sobre UFOs. Mudanças devem ser cobradas neste setor, através da boa informação, conscientização e parcerias produtivas com os meios de comunicação, com prioridade aos profissionais idôneos e realmente interessados em fatos reais.

A luz está no "início do túnel" e a verdade aqui dentro, não "lá fora"

Aos poucos e efetivamente, sem tréguas, chegaremos ao objetivo sugerido nesta postagem, não há dúvidas. Como citado anteriormente, trata-se de uma multi e interdisciplina, ainda jovem, descobrindo-se como tal e percebendo a necessidade de crescer, amadurecer, profissionalizar-se. Depois de reconhecida e aceitada pela comunidade científica moderna, a Ufologia pode se ramificar em novas e revolucionárias vertentes científicas. Assim como já existem a astrofísica, exobiologia, exopaleontologia, por exemplo, poderão surgir especialidades do tipo exoantropologia, exopsicologia, exozoologia, exomedicina e por esses caminhos adentro. Acontecerá como no passado, onde o termo ciências se ramificou em tantas especialidades atuais.

Isto é estagnação? Quem ainda apostar no fim da Ufologia, depois de tanta elucidação de metas e compromissos, pode procurar outra coisa para fazer, de fato. Contanto que deixem os que continuarão atarefados em paz e concentrados nestes projetos. Saibam que estamos todos participando de uma gestação, uma fase embrionária que dará a luz às ciências ufológicas e mundiais do futuro.

As ciências atuais estão caminhando e comprovando o que muitos ufólogos defendiam, teorizavam há décadas, como por exemplo, teoria das cordas (universos, multiversos paralelos), velocidades superiores a da luz, teletransporte, enfim, genética, implantes e uma infinidade de etc. Sem mencionar os exoplanetas e elementos químicos essenciais à vida espalhados pelo cosmos, que igualmente hoje ninguém mais duvida, pois aí estão semanalmente catalogados e estudados.

Nota: Sempre lembrando que falamos da Ufologia decana e UFOs reais, estudos e pesquisas idôneas e fatos históricos. Nunca confundir com enganos, equívocos, fraudes e badernas, aos quais combatemos com veemência, destacadamente neste exato blog. 
Leia também:

A questão da procedência dos UFOs

Ufologia Documental, Militar e Política

Acreditar ou pesquisar, eis a questão - A Ufologia apontada da forma correta 

UFOs em Maringá - a verdade à tona

26.03.12 - 20h32
crédito: Aeromodelistas/Blog do Linjardi
ampliar
Esporte é praticado desta forma, iluminada com LEDs, desde 2010

Nem deuses, nem astronautas. Conheça os "OVNIs" de Maringá

Por blog do Linjardi

Fotos e filmagens de aparições de luzes piscantes no céu de Maringá caíram nas redes sociais e no YouTube, renderam milhares de acessos e as mais diversas interpretações. Invasão extraterrestre? Criaturas de outro mundo de olho na cidade? De jeito nenhum. Por trás dos "fenômenos" está um grupo com os pés nem seguros no chão, comandando toda a ação por controle remoto.

O grupo de aeromodelistas se reúne três vezes por semana no Contorno Norte, próximo ao Jardim Dias. O objetivo não é assustar ninguém com as luzes no céu, mas brincar com o voo noturno dos aeromodelos iluminados por lâmpadas LED.

Esses voos acontecem desde 2010. O grupo nunca desconfiou que alguém confundisse a brincadeira com uma atividade paranormal. "Depois que a gente viu no Diário foi pesquisar. Tem vídeo com milhares de acessos, tem foto de dois anos atrás comentando que pode ser disco voador", ri Agnaldo, um dos membros do grupo de aeromodelistas.

As fotos nesta postagem foram enviadas pelo próprio grupo de maringaenses que curtem iluminar o céu, mas afirmam não ter relação alguma com a vida fora da Terra.

crédito: blog do Linjardi
Nem sacanegam, nem farsa, somente a prática de aeromodelismo noturno
Nem sacanagem, nem farsa. Somente a prática de aeromodelismo noturno

 

crédito: blog do Linjardi
É a velha questão de não apontar como UFO algo que, de fato, não é um
É a velha questão de não apontar como UFO algo que, de fato, não é um

  Uma das filmagens pode ser assistida clicando-se aqui. O vídeo mais acessado ultimamente foi este, do último dia 17 de março. Os comentários - informando do que se trava na realidade - foram deletados e impedidas novas postagens:       
Veja outros exemplos:

http://youtu.be/kMHnexj_Nzk

http://youtu.be/P5nQzspbWKk

http://youtu.be/W_N1vTtOgTc

http://youtu.be/vowe3qX33aQ

http://youtu.be/Jzvs-d4Fkys

http://youtu.be/K0R5cxt4vCA

http://youtu.be/QfaN88cHE4E

Imaginem então um "modelito" destes sobrevoando por aí: http://youtu.be/mcoSOj-Un08

Agora este de fato é um UFO, só que bem terrestre e à venda nas melhores lojas: http://youtu.be/uGbeD7u0A80
 

Leia também:

Objeto voador em Centreville era um mero aeromodelo

Acreditar ou pesquisar, eis a questão - A Ufologia apontada da forma correta 

Acreditar ou pesquisar, eis a questão - A Ufologia apontada da forma correta

21.03.12 - 15h26
crédito: mickeyrem
ampliar
A crença exacerbada engole incautos de forma prejudicial, fazendo-os acreditarem que qualquer coisa no céu seja um UFO legítimo

A Ufologia da forma como "deveria ser"

Estimados leitores, é necessário esclarecermos de uma vez por todas que Ufologia séria não é baseada no verbo "crer", mas sim "pesquisar" e "investigar". Um dos grandes equívocos dos aficcionados na área – e grave, diga-se de passagem. Nunca sequer se deveria mencionar o termo "acreditar em UFOs", que por si só já é pejorativo e uma visão errônea dos 64 anos de existência oficial da Ufologia (Estudo [não crença] dos UFOs). De cara, questionável por qualquer pessoa sensata.

Para quem está bem preparado para separar e apoiar os indícios comprovados e argumentáveis sobre a real presença alienígena na Terra, deixo-lhes abaixo referência essenciais entre fantasia, equívoco e realidade incontestável.

Ufologia não pode nem deve ser vinculada ou mistificada dentro de parâmetros doutrinários e muito menos relacionada com filosofias ou religiões (excetuando-se quando a Ufologia vai investigar nelas, mas nunca ao contrário). Trata-se de uma protociência (ou paraciência), envolvida em grande parte das ciências e tecnologias que dispomos em termos mundiais, como podemos perceber claramente neste texto:

http://www.ufo.com.br/blog/paulopoian/feliz-dia-mundial-da-ufologia 

Aproveitando a conversa, antes de qualquer pessoa "imaginar" que avistou um UFO, muito mais importante é saber o que, de fato, NÃO é um! Vamos ao beabá dos mais comuns:

Rastros de avião

Diversos são postados no famigerado Youtube como se fossem UFOs. Exemplos:

http://www.youtube.com/watch?v=I_1UAU1_tUQ 

http://www.youtube.com/watch?v=qqzMb5EuX2I&feature=player_embedded 

http://www.youtube.com/watch?v=axxTUGckBm8&feature=player_embedded 

http://www.youtube.com/watch?v=qkNLBjDY4-I&feature=player_embedded

Meteoros

Filmagens de meteoros, corpinhos celestes comuns e diários, tanto de dia quanto a noite:

http://youtu.be/KLM1pfgv9IE  
 
http://youtu.be/IP8TbsphpGQ  
 
http://youtu.be/l8QznmYq8xI  
 
http://youtu.be/dyW0g1SIyxI  
 
http://youtu.be/dyW0g1SIyxI  
 
http://youtu.be/cajfFtu_QPA  
 
http://youtu.be/GWhrW7lpqZM  

 

crédito: Learjet45xr
Esteira de condensação de aeronaves
Esteira de condensação de aeronaves

 

crédito: Arnie Danielsen
Exemplo de meteoro. Eles podem deixar rastros e brilharem em vários tons, desde o amarelo - passando pela famosa "bola de fogo" - até o anil
Exemplo de meteoro. Eles podem deixar rastros e brilharem em vários tons, desde o amarelo - passando pela famosa "bola de fogo" - até o anil

 

crédito: Topsecretairplanes
O "triângulo voador", TR-3B
O "triângulo voador", TR-3B

 Satélites da rede Iridium

http://www.ufo.com.br/artigos/rede-iridium-confundida-com-ufos/ 

Iridium flare

http://noiteastronomica.blogspot.com/2008/04/iridium-flare-voc-ainda-ver-um.html  

http://astrono1000sic.wordpress.com/2010/11/08/o-que-e-um-iridium-flare/  
 
http://www.adventurezone.com.br/print.php?id=187  
 
http://www.astrosat.net/flare/flare.php?id_local=RS_-_Porto_Alegre&latitude_local=-30.03305556&longitude_local=-51.23&altitude_local=3&conf=BR23&fuso_local=-2 

Imagens do Iridium flare: Clique aqui

Vídeos do Iridium flare:

http://www.youtube.com/watch?v=1PFUP5LPyuA 

http://www.youtube.com/watch?v=970PX-b1XrI&feature=related

http://www.youtube.com/watch?v=y9wyYhkpu6Q&feature=related 

http://www.youtube.com/watch?v=5svv31TEEos&feature=related 
 
O lixo espacial

http://www.ufo.com.br/noticias/ufos-ou-lixo-espacial/ 
 
Satélites artificiais

http://www.ufo.com.br/noticias/participar-de-vigilias-enriquece-os-adeptos-do-mundo-ufologico-e-astronomico/ 
 
Mais fenômenos que confundem: http://www.infa.com.br/fenomenos_fisicos_que_confundem.html  
 
Aviões confundidos com UFOs: http://www.ufo.com.br/blog/paulopoian/quem-anda-filmando-avioes-na-russia-e-pra-que 

Os planetas Vênus, Júpiter e Marte (destacadamente o primeiro). Imagens: http://www.google.com.br/search?q=v%C3%AAnus+j%C3%BApiter&hl=pt-BR&rlz=1R2ADRA_pt-BRBR474&prmd=imvns&source=lnms&tbm=isch&ei=1n1nT_K7JZLAtgftqI25Ag&sa=X&oi=mode_link&ct=mode&cd=2&ved=0CBoQ_AUoAQ&biw=1366&bih=564 

A Estação Espacial Internacional (ISS) também provoca o mesmo tipo de engano.

Aeronaves militares "secretas"

Excelente exemplo trata-se de uma evolução do projeto norte-americano Aurora, a aeronave TR-3B, filmada em ação por várias ocasiões. Assista as manobras da mesma, é espantoso como pode ser confundida facilmente com um UFO legítimo:

http://youtu.be/XZpqpBVOa1U 

http://youtu.be/UnUpJw5sahg 

http://youtu.be/yQWq9r3YNhg 

http://youtu.be/BWbCHMc9vUQ

E o grande vilão que derruba até ufólogos mais experientes: computação gráfica - Computer Generated Imagery [Imagens Geradas por Computador, CGI]. Exemplos:

http://www.ufo.com.br/noticias/os-ufos-de-londres-novo-hoax-em-ampla-circulacao/ 

http://www.ufo.com.br/noticias/novo-trote-com-ufo-agora-no-interior-de-sao-paulo/  

http://www.ufo.com.br/noticias/exclusivo-como-foi-realizado-o-hoax-do-ufo-na-marechal-rondon-sp-300/ 

ORBs, RODs e "OVNIs fortuitos"

http://www.ufo.com.br/blog/paulopoian/experiencia-pratica-com-orbs-rods-e-alguns-ovnis-fortuitos 

Etc.

Por isso, Ufologia não se estuda pela Internet se não possuir experiência ou não souber identificar e separar as coisas, pois está infestada de puro lixo, fraudes, equívocos, teorias mirabolantes sem fundamento, profecias etc. Deve-se conhecer as fontes e sites confiáveis, os grupos idôneos e as “fontes das fontes”, assim como se faz em pesquisas profissionais.

Na prática – e longe dessas fontes nada confiáveis –, trabalha-se (eu pelo menos sim, rs) na percentagem de 5% de casos reais, ou seja, 95% deles possuem explicação e conclusões convencionais, nada de discos voadores e muito menos ETs. Mesmo assim, esses “míseros” 5% somam-se às centenas de milhares de fatos, inexplicados até hoje.

HET: Hipótese Extraterrestre

Por que se "inventou" esta hipótese e é possível trabalhar com ela, afinal? Dentro deste percentual, inexplicado, não vou tentar lhe convencer da realidade extraterrestre, se era isto que esperava! Vou simplesmente lhe dar material para que tire suas próprias conclusões e também as possa utilizar com os céticos que porventura cruzem (e sempre cruzam, rsrsrs) seu caminho:

UFOs, procedências viáveis, resumo: http://www.ufo.com.br/blog/paulopoian/a-questao-da-procedencia-dos-ufos 

A Ufologia que realmente interessa: Documental, Militar e Política: http://www.ufo.com.br/blog/paulopoian/ufologia-documental-militar-e-politica 

Declarações que fazem a diferença – as mais recentes:

http://www.ufo.com.br/noticias/todas-as-palestras-e-depoimentos-do-national-press-club-ja-estao-disponiveis/ 

http://www.ufo.com.br/noticias/novas-evidencias-sobre-a-acao-de-ufos-em-testes-com-armas-nucleares/ 

http://www.ufo.com.br/noticias/militares-na-reserva-abrem-o-jogo-sobre-segredos-ufologicos/ 

http://www.ufo.com.br/noticias/relevante-testemunho-de-ex-oficial-do-ministerio-de-defesa-britanico/ 

http://www.ufo.com.br/noticias/ceticos-estariam-revelando-fatos-sobre-a-existencia-dos-extraterrestres/ 

http://www.ufo.com.br/noticias/algumas-das-mais-fortes-evidencias-ufologicas-sob-atencao-mundial/ 

http://www.ufo.com.br/noticias/jornalistas-que-desviam-da-ufologia-falham-com-seus-leitores/ 

http://www.ufo.com.br/noticias/arquivos-ufologicos-de-barry-goldwater-foram-disponibilizados/ 

http://www.ufo.com.br/noticias/nova-peticao-na-casa-branca-agora-sobre-a-administracao-clinton 

Documentação oficial do Brasil:

http://www.ufo.com.br/documentos/ 

Documentação oficial de outros países:

http://www.fenomenum.com.br/ufo/governos.htm 

Os vários tipos de comprovações e efeitos físicos: http://www.fenomenum.com.br/ufo/comprovacoes.htm 

Abduções

Casos pesquisados durante décadas e nunca solucionados, principalmente com evidências físicas, são os que norteiam os estudos sobre o assunto. Também são minoria, dentro das expectativas e estatísticas do próprio Fenômeno UFO acima mensurados. Entretanto, caso seja possível que milhões de pessoas pelo mundo estejam simplesmente mentindo de maneira doentia e, em diversos casos, "profissionalmente", de modo a deixar lacunas na resolução racional dos mesmos, então estamos diante de uma "psicopatologia indefinida" e preocupante, uma doença fora das capacidades de diagnósticos existentes até hoje: http://www.ufo.com.br/busca/materias/abducoes/ 

Mutilações de animais

Como em todas as outras explanações, aí também há de se ser seletivo e investigativo, é óbvio e patente que predadores naturais são os responsáveis pela grande maioria de casos, ainda mais com a redução de matas nativas e avanço da civilização por áreas antes intocadas, animais selvagens ou que tenham suas dietas naturais reduzidas, exatamente devido a esta situação, acabam avançando por gados, rebanhos diversos em pastos e aves de cativeiro.

Entretanto, há casos espetaculares, atestados por zoólogos, biólogos e veterinários, onde ocorreram mutilações completamente insólitas e fora de qualquer tipo de padrão conhecido ou imaginado. Animais que têm órgãos inteiros retirados de maneira cirúrgica e sem vestígios de sangue pelo local, casos em que foram “mutiladas” quase uma centena de ovinos do dia para noite, sem haver uma marca sequer de mordida e, o mais inexplicável, sem uma gota de sangue no paiol: http://www.ufo.com.br/busca/materias/mutilacoes/ 

Situações em que o sangue de animais foi como que "aspirado", deixando-os simplesmente sem uma gota do líquido vital, existem às centenas, em dezenas de países (o que descarta também a hipótese de ação de alguma seita satânica ou similar):

http://www.oarquivo.com.br/portal/inexplicado/ufologia/1420-relatorio-krill-confidencial-parte-1  

http://www.oarquivo.com.br/portal/inexplicado/ufologia/106-informe-oficial-sobre-lesoes-e-mutilacoes-de-cadaveres-bovinos  

Chupacabras

Idem às demais estatísticas, mas por gentileza, compare a diferença no que poderíamos chamar de modus operandi deste "animal", às mutilações. São bem diferentes:

http://www.fenomenum.com.br/ufo/casos/parana/chupacabras.htm   

Finalizando:

Acho que já dá para ter uma noção razoável da complexidade de pesquisa em Ufologia. Entre os pesquisadores sérios, perceba que não há brincadeira, charlatanice ou simplesmente dados fictícios e/ou imaginários. Se estudar minuciosamente a documentação, vai aumentar a certeza de que há gente inteligente de outros lugares por aqui.

Certos acontecimentos parecem verdadeiros "absurdos" sob o ponto de vista humano, mas gostaria de citar algumas considerações:

• Quando as caravelas europeias aqui chegaram, os nativos americanos (indígenas) literalmente não enxergaram-nas, pois aquilo era e ia muito além de qualquer artefato, construção ou imaginação cognitiva e mental dos nativos. Eram cenas inconcebíveis em que a visão deles simplesmente não funcionava com relação às embarcações; Quem garante que nós estejamos enxergando nossos "visitantes" da forma como são realmente? Enquanto em alguns casos, supostos UFOs são comparados (no formato) pelas testemunhas à carros conversíveis ou refletores laser, em outros pontos mais isolados, obviamente, são comparados a “geladeiras voadoras”, monstros com garras de ferro, anjos e demônios.

• Não temos provas concretas da existência e significado dos buracos negros ou do Big-Bang, além de imagens e suposições, e isso não invalida ou desestimula astrônomos e outros profissionais a dedicarem suas vidas a desvendá-los e comprová-los. Do mesmo modo, se não fosse através de testemunhas, imagens, efeitos físicos e registros em aparelhagens, como provaríamos a existência de furacões ou terremotos?

• Sobre possíveis atitudes absurdas por parte de supostos ETs, convém lembrar de nossas próprias atitudes, que possam ser absurdas e sequer notamos em nosso dia-a-dia corriqueiro, como, para citar um exemplo mínimo, formigas que matamos pelo simples ato de caminhar pela rua, sem notarmos ou pararmos para refletir sobre. "Poww, mas que conversa... falar de formigas???" Pois então, o que parece insignificante ou irrisório para alguns seres vivos, pode ser fatal e mortífero para outros. Fora toda uma vida microscópica que existe dentro de cada uma delas! Nossos biólogos e outros profissionais cientistas, não relutaram em nada ao realizarem experimentos com células tronco em cobaias (ratos), fazendo nascer e crescer orelhas humanas em suas costas. E por aí vão as nossas atrocidades em nome do progresso e ciência...

• Vida extraterrestre inteligente e civilizações mais antigas que a nossa, pode significar maior tecnologia, mas não que sejam mais evoluídos espiritual ou moralmente. Certamente, possuem suas metas, objetivos, trabalhos científicos, cultura e conhecimentos particulares, que podem não incluir tanta "delicadeza" com seres humanos.

Entretanto, se estão realmente por aqui, não deve ser a passeio.

Enfim, espero ter sido minimamente útil. 
Leia também:

UFOs em Maringá - a verdade à tona

 

'Sons insólitos' pelo mundo podem ser falsificações simplórias!

26.02.12 - 16h38
crédito: Midiagospel
ampliar
Sinais sonoros do céu, do céu do editor de áudio do computador...

Trombetas "fanhosas" do apocalipse

Neste início de 2012 um novo "modismo" atingiu em cheio o mundo virtual, numa divulgação frenética de vídeos onde supostamente haveria sons estranhos, ruídos apocalípticos dos sinais dos tempos. Veja alguns clicando aqui.

 

No entanto, há forte suspeita dos pesquisadores minimamente conscientes de que sejam hoaxes (boatos) e fakes (falsificações) com gravações de situações e ruídos distintos, explicáveis, editados e cortados para versão no incomensurável Youtube. Além disso, há muitos softwares de edição de áudio disponíveis gratuitamente pela rede. Seria bem simples e rápido montar uma gravação falsa desta forma.

O blogueiro Rogério Godoy, por exemplo, com ajuda de internautas, comprovou como é simplória a coisa. "Nesse primeiro video eu utilizei um programa chamado Cool Edit e o After effects, no Cool Edit eu modifiquei a música do Michel Teló, o refrão: "Ai, se eu te pego", onde aparece a legenda está a versão da música modificada e no final o refrão original. Veja que eu levei uma hora para fazer, não ficou muito bom, mas ficamos com a clara ideia de que não dá para confiar em vídeos. Eu recebi vários e-mails de gente que fez alguns similares", escreveu Godoy em sua página.

Assista:   Outros:       E continuou: "Veja todos os vídeos e note que eles usam o mesmo som e efeitos, quem fez isso espalhou várias versões pela internet e o pessoal vai postando. Acho que chega ao fim essa ladainha chata de "som estranho vindo do espaço", eles vêm de um computador com editor de som!"

Enfim, o bom senso é sempre bem-vindo... Lembramos que também nos oceanos diversos efeitos sonoros podem ser ouvidos [Veja Estranhos e insoluveis sinais no fundo do mar instigam cientistas], não significando que seja algo sobrenatural ou insólito. Nosso planeta está vivo e produz sons, assim como qualquer organismo animado e quiçá inanimado. Literalmente, o "silêncio absoluto" inexiste.

crédito: Theborneopost
Sonoridades bem terráqueas e conhecidas
Sonoridades bem terráqueas e conhecidas

 

Agora assista a este vídeo, sobre ilusão sonora:      

Fake boliviano também foi 'engolido' por muitos

20.02.12 - 16h52
crédito: Marcianitosverdes
ampliar
Mais uma magem inserida em filmagem

A nave 'triangularmente falsa'

No dia 14 de fevereiro, uma postagem - no Youtube, claro, sempre ele... - chamou a atenção das pessoas para uma possível nave triangular captada durante uma tempestade na Bolívia. Em determinado trecho, logo após o "flagrante" do UFO, diversos transeuntes aparecem correndo, assustados, como se fosse do objeto fantasmagórico...

Assista:   Para quem já se habituou às armadilhas virtuais em Ufologia, era claro o embuste, mera imagem inserida por computador, ou Computer Generated Imagery [Imagens Geradas por Computador, CGI]. Pois bem, não demorou muito e veio à tona a fake [Farsificação]:

Matéria muito bem explicativa da equipe mexicana, que não deixa margem para dúvida alguma. "Caso" encerrado:   Antes disso, programas de TV chegaram a comparar a aparição com uma evolução do projeto norte-americano Aurora, a aeronave TR-3B, filmada em ação por várias ocasiões. Assista as manobras da mesma clicando no links, é espantoso como pode ser confundida facilmente com um UFO legítimo:

http://youtu.be/XZpqpBVOa1U

http://youtu.be/UnUpJw5sahg

http://youtu.be/yQWq9r3YNhg

http://youtu.be/BWbCHMc9vUQ

 

crédito: Marcianitos verdes
Pulhas...
Pulhas...

 

 
Leia também:

"Câmera UFO" flagrada sobre protestos na Rússia

Dois 'UFOs', um interruptor, uma mão e a filmadora


Humanóides voadores à solta


As 'novas' imagens dos aliens capturados em Roswell


Vem aí a nova geraçáo de fakes

Militares japoneses apresentam UFO esférico

A desinformação nas páginas de vídeos

Navegando no areal movediço das informações ufológicas

Lei de causa e efeito

Bastiões dos UFOs

 

Avião norte-americano soltando Chemtrail na Amazônia?

20.02.12 - 14h01
crédito: WillistonVector
ampliar
Floresta amazônica?

No, no! Por lá mesmo, nos EUA! "Chemtrail" inseticida

Uma inusitada notícia circulou no início deste mês por diversos sites e blogs, dando conta de que uma aeronave estadunidense teria sido flagrada em plena ação de "desmatamento químico" em nossa Amazônia - inclusive insinuando que a culpa do aumento de nível de desmatamento na região seria culpa do Tio Sam! - liberando um suposto contaminador químico chamado Chemtrail. Dias depois, o vídeo foi removido do Youtube - não por agentes do governo ou "infiltrados", mas pelo próprio usuário que o postou, por motivos óbvios que mencionaremos a seguir. Isto provocou ainda mais frenesi entre os incautos e leigos. Todavia...

Assista a gravação, que facilmente encontramos em outro canal do mesmo site de vídeos:    A própria vegetação já denuncia que há algo errado, não se trata de mata típica amazônica. Em seguida, fomos informados pelo consultor da UFO José Carlos da Silva Nussbaum Junior de que a filmagem original foi postada em 2009 e realmente sequer possui relação alguma com o Brasil, muito menos com a Amazônia:    A manobra foi realizada no rio Missouri (EUA), numa operação de pulverização para combate às larvas de mosquitos. O rio Missouri é um dos principais focos de mosquitos no país, e o larvicida e bioinseticida VectoBac - utilizado aqui no Brasil para combate ao mosquito da dengue - é aplicado com este fim. O VectoBac é inofensivo para plantas, animais, peixes, aves e humanos.

Portanto, a pulha foi "dedetizada" rapidamente por aqui, mas infelizmente continua rodando pela rede. Estamos atentos!
 

crédito: WillistonVector
Chemtrail...
Chemtrail... nem tanto desta vez

 

 

Reconexão com o universo

11.01.12 - 21h06
crédito: wunderground
ampliar
Iniciando 2012 bem light


Devagar, devagarinho...


De maneira leve, reflexiva, sugestiva e relaxante - já que os fakes e hoaxes deram um tempinho pra gente neste final e início de ano, deixo-lhes alguns clipes meditativos de excelentes melodias e imagens, com os votos sinceros de um maravilhoso 2012 para todos os seres humanos de bem: 

 

 

 

 

 

 

 

ENQUETE
Edição 214
Sumário Edições anteriores

CENTRAL DE ATENDIMENTO

(67) 3341-8231
Horário: das 09h00 às 18h00, de segunda a sexta (exceto feriados)

FORMAS DE PAGAMENTO

Formas de pagamento

NOTÍCIAS MAIS VISUALIZADAS

+ NOTÍCIAS
2011 © Editora Evolução Ltda.
Todos os direitos reservados. Termos de Uso. Declaração de privacidade.