Revista UFO - Portal da Ufologia Brasileira - A mais antiga revista sobre discos voadores do mundo

ENTREVISTAS

Por A. J. Gevaerd

Ariel Sánchez: No Uruguai, militares pesquisam UFOs há mais de três décadas, e sem segredos

Um dos menores países do continente é justamente o que tem militares com mentes mais abertas à realidade do Fenômeno UFO, a ponto de investigarem ocorrências ufológicas como parte de suas atividades regulares dentro da Força Aérea Uruguaia (FAU)

Categoria: CASUÍSTICA | INVESTIGAÇÃO | SEGREDOS UFOLÓGICOS | UFOs E AVIAÇÃO

Pouca gente sabe — mesmo entre os membros da Comunidade Ufológica Brasileira — que no país vizinho existe uma entidade oficial de pesquisas de discos voadores estabelecida dentro da sua Aeronáutica e em ininterrupta atividade desde 1979, quando foi criada por decisão do próprio presidente da República. Isso mesmo: há mais de três décadas está em operação no Uruguai a Comisión Receptadora y Investigadora de Denuncias de Objectos Voladores No Identificados (Cridovni). No continente todo, sabe-se apenas de mais três entidades semelhantes: o Centro de Estudios de Fenómenos Aéreos Anómalos (CEFAA), que desde 1997 funciona dentro da Diretoria Geral de Aviação Civil do Chile, a Oficina de Investigación de Fenómenos Anómalos Aeroespaciales (OIFAA) da Força Aérea Peruana (FAP) e uma comissão argentina criada no começo desse ano, ainda em fase de estruturação.

 

Todos os países que abrigam tais entidades são menores do que o Brasil, e, no entanto, têm órgãos governamentais que trabalham abertamente com a hipótese extraterrestre para a procedência dos UFOs. Por que isso não ocorre aqui? Como se sabe, uma das propostas da campanha UFOs: Liberdade de Informação Já, lançada pela Comissão Brasileira de Ufólogos (CBU) por meio da Revista UFO, em 2004, além de conquistar a liberação de arquivos ufológicos secretos — êxito já alcançado —, é estabelecer em nosso país um órgão oficial de investigação ufológica.

Pesquisador habilidoso

Apesar de o Brasil ter reconhecido abertamente a questão e liberado documentos de 1950 a 2010 [Veja edições UFO 170, 175 e 183, agora disponíveis na íntegra em www.ufo.com.br], ainda nos falta uma entidade como a Cridovni, como o CEFAA ou como a OIFAA. Isso é algo que já foi prometido pelo brigadeiro Luis Carlos da Silva Bueno, ex-comandante da Aeronáutica, em maio de 2005, mas não aconteceu.

 

Temos em nossos arquivos todos os tipos de casos ufológicos que se pode encontrar na série Arquivo-X. Ainda que não tenhamos todas as respostas para o Fenômeno UFO, o que são esses veículos e de onde vêm, estamos pesquisando com o máximo de disposição. E como estamos a serviço do Estado Uruguaio, temos que ser imparciais.

Atenção
Para continuar lendo este artigo, você deve se cadastrar no Portal UFO.
O cadastramento é gratuito e dá acesso a todo o conteúdo do site. Basta clicar aqui.
Caso já tenha cadastro, conecte-se na home do site ou clique aqui.
ENQUETE
Edição 213
Sumário Edições anteriores

CENTRAL DE ATENDIMENTO

(67) 3341-8231
Horário: das 09h00 às 18h00, de segunda a sexta (exceto feriados)

FORMAS DE PAGAMENTO

Formas de pagamento

NOTÍCIAS MAIS VISUALIZADAS

+ NOTÍCIAS
2011 © Editora Evolução Ltda.
Todos os direitos reservados. Termos de Uso. Declaração de privacidade.