Revista UFO - Portal da Ufologia Brasileira - A mais antiga revista sobre discos voadores do mundo

NOTÍCIAS

01.07.11 | Atualizado 08.05.12 - 13h07 | Por La Mentira Esta Ahi Fuera - Tradução e adaptação: Paulo Poian

Os 'UFOs' de Londres: novo hoax em ampla circulação

Até um ator foi possivelmente identificado na investigação

Categoria: EQUÍVOCOS | ERROS, ENGANOS E FRAUDES | FILMES E FOTOS | INVESTIGAÇÃO

Temos novo viral na rede, similar ao episódio com o famigerado "UFO de Jerusalém", mas desta vez o palco é Londres. A primeira das filmagens foi gravada próxima do edifício da Rádio 1 da BBC, localizado na Great Portland Street, e mostra um grupo de pessoas olhando para o céu em direção ao que parece ser uma dança de orbes brancos por trás de uma nuvem.

O comentário que acompanha o vídeo diz: "Verdadeiro. Custou mais de uma semana consegui-lo, mas finalmente dei um jeito para captar estes bichos na câmera num dia claro, e inclusive pude fazer uma tomada próxima. Parece que atraíram a atenção da multidão quando apareceram. Alguém pode me explicar que demônios são essas luzes?"

Assista o conteúdo, abaixo: É simplesmente mais uma falsificação [fake], pelo comportamento do cinegrafista. Quem vê luzes no céu que parecem ser naves extraterrestres, não fica focando pessoas ao redor. Isto tem unicamente a intenção de demonstrar ao observador que não se trata de uma montagem - a qual se pegou um vídeo qualquer e inseriu-se os "UFOs" digitalmente. Se quer mostrar que o resto do público também os está vendo. A maioria são, com toda segurança, comparsas do hoaxer, e o resto, gente que olha para cima na intenção de compreender o que estão olhando esses cidadãos com tanta expectativa.

Os movimentos das luzes não são naturais. Os objetos parecem que estão posando, fazendo charme para sairem bem nas imagens. Sobretudo, o desenhista gráfico não tomou muito cuidado em mascarar os edifícios e um dos objetos voa "para dentro" do canto de um deles, por um instante. Observe esta falha: Isto é um defeito grave causado por um disfarce ou uma animação defeituosa. Normalmente, para criar o efeito de um objeto falso passando por trás de um verdadeiro, em Computer Generated Imagery [Imagens Geradas por Computador, CGI], se cria uma máscara com a forma do objeto real para que o algorítmo da CGI saiba quando tem que ocultá-lo animado. Ou bem é o objeto real mascarado, que se dá opacidade e se anima para que tampe o falso. Em qualquer dos dois casos, este defeito demonstra que estamos diante de uma fake. O vídeo não é real.

A história se repete

Assim como a novela do UFO de Jerusalém, imediatamente após o primeiro, começaram a aparecer mais vídeos. Este é o segundo: Também é uma fake e - o que mais surpreendeu os investigadores - (pasmem!) do mesmo autor do terceiro vídeo do UFO de Jerusalém, que o fez na época utilizando a fotografia da Wikipédia. Este, abaixo, é tão mal feito que as trajetórias dos objetos sequer foram unidas à tomada em vídeo através de referências e se nota claramente tratarem-se de tomadas independentes sobrepostas: 28 de Junho - novos dados

O vídeo foi gravado na Clipstone Street, concretamente se vê como deixam à esquerda o número 44, onde se localiza a empresa Beam.tv, dedicada à provisão de serviços audiovisuais para televisão, propriedade da The Mill, uma empresa de efeitos especiais. 

crédito: lamentiraestaahifuera
BeanTV
BeanTV

 Focando nas pessoas que estão olhando para cima, vemos que um homem com o cabelo branco se destaca, está inclusive sorrindo para câmera. Coincidentemente (?), é bem parecido com Mike Smallwood, pertencente a diretoria da Beam.tv. 

crédito: lamentiraestaahifuera
No detalhe, Mike Smallwood, da BeamTV
No detalhe, Mike Smallwood, da BeamTV

 Por sorte, existem pesquisadores de olho nestas farsas. Fim de outra novela.

 

ENQUETE
Edição 214
Sumário Edições anteriores

CENTRAL DE ATENDIMENTO

(67) 3341-8231
Horário: das 09h00 às 18h00, de segunda a sexta (exceto feriados)

FORMAS DE PAGAMENTO

Formas de pagamento

NOTÍCIAS MAIS VISUALIZADAS

+ NOTÍCIAS
2011 © Editora Evolução Ltda.
Todos os direitos reservados. Termos de Uso. Declaração de privacidade.