Revista UFO - Portal da Ufologia Brasileira - A mais antiga revista sobre discos voadores do mundo

ARTIGO DE CAPA

Por Michael E. Salla

Armas espaciais contra UFOs

Há décadas se fala de um acordo que teria sido feito entre o presidente norte-americano e algumas espécies extraterrestres, envolvendo intercâmbio de tecnologia em troca, por exemplo, de permissão para abduzir pessoas. Mas o que esse suposto arranjo tem a ver com a colocação de armas no espaço ao redor da Terra?

Categoria: ABERTURA UFOLÓGICA | ARMAMENTOS SECRETOS | SEGREDOS GOVERNAMENTAIS | TECNOLOGIA

Em janeiro de 2001, a Administração Bush, em uma de suas mais importantes mudanças políticas após sua subida de George W. Bush ao poder, sinalizou sua intenção de retirar o país do Tratado de Defesa de Mísseis Balísticos (ABM) com a Rússia. O tratado pretendia impedir a implantação e a distribuição de armas no espaço ao redor da Terra e conseguiu apoio internacional desde sua ratificação, em 1972, pela Administração Nixon. No discurso de maio de 2001, o então presidente Bush afirmou que o antigo tratado, de mais de 30 anos, já era obsoleto e que os Estados Unidos deviam voltar formalmente atrás em sua política de fazer novos tratados de segurança.

Discursou desta forma o presidente naquela data: “Necessitamos de uma nova estrutura que nos permita construir defesas antimísseis no espaço para fazermos frente às diferentes ameaças do mundo de hoje. Para alcançarmos isso, devemos ir além do Tratado de Defesa de Mísseis Balísticos, de 30 anos atrás. Esse tratado não reconhece o presente ou nos aponta o futuro. Isso é colocar o passado em um relicário. Nenhum tratado que impeça que enfrentemos as ameaças atuais, que nos proíba de obter tecnologia para nos defender, a nossos amigos e a nossos aliados, estão em nossos interesses ou nos interesses da paz mundial”.

A Administração Bush deu seu aviso formal de que ia se afastar do tratado em 13 de dezembro de 2001, e retirou-se efetivamente seis meses mais Em janeiro de 2001, a Administração Bush, em uma de suas mais importantes mudanças políticas após sua subida de George W. Bush ao poder, sinalizou sua intenção de retirar o país do Tratado de Defesa de Mísseis Balísticos (ABM) com a Rússia. O tratado pretendia impedir a implantação e a distribuição de armas no espaço ao redor da Terra e conseguiu apoio internacional desde sua ratificação, em 1972, pela Administração Nixon. No discurso de maio de 2001, o então presidente Bush afirmou que o antigo tratado, de mais de 30 anos, já era obsoleto e que os Estados Unidos deviam voltar formalmente atrás em sua política de fazer novos tratados de segurança.

 

Armamento espacial

 

A Iniciativa de Defesa Estratégica de Reagan, também chamado de programa “Guerra nas Estrelas”, patinou com o fim da Guerra Fria e com o controle do Congresso Norte-Americano pelos democratas, que se focaram em usar o chamado “dividendo da paz” para alavancar programas sociais. Além disso, muitos proeminentes cientistas argumentaram fortemente contra o custo para se desenvolver os sistemas das armas futurísticas planejadas para a Iniciativa de Defesa proposta. Ação seguinte, em julho de 1999, a Administração Clinton assinou o Ato Nacional de Defesa de Mísseis, pedindo um sistema mais limitado de mísseis balísticos.

Atenção
Para continuar lendo este artigo, você deve se cadastrar no Portal UFO.
O cadastramento é gratuito e dá acesso a todo o conteúdo do site. Basta clicar aqui.
Caso já tenha cadastro, conecte-se na home do site ou clique aqui.
ENQUETE
  GENIAIS.COM   
Edição 258
Sumário Edições anteriores

CENTRAL DE ATENDIMENTO

(67) 3341-8231
Horário: das 09h00 às 18h00, de segunda a sexta (exceto feriados)

FORMAS DE PAGAMENTO

Formas de pagamento

NOTÍCIAS MAIS VISUALIZADAS

+ NOTÍCIAS
2011 © Editora Evolução Ltda.
Todos os direitos reservados. Termos de Uso. Declaração de privacidade.