Revista UFO - Portal da Ufologia Brasileira - A mais antiga revista sobre discos voadores do mundo

ARTIGO

Por Brien Foerster

O cataclismo que apagou a história humana

Todos aprendemos que a primeira civilização organizada que nosso planeta viu nasceu na Suméria, há 6.000 anos. E muito embora outras descobertas tenham mostrado que há 10.000 anos havia organização suficiente para se construir algo como o que se vê em Göbleki Tepe, na Turquia, os livros continuam ensinando a mesma coisa. E se antes de tudo houvesse outros humanos dos quais todos descendemos sem saber?

Categoria: CIÊNCIA | EVOLUCIONISMO | HISTORIADORES | MONUMENTOS

O mito sobre uma grande inundação motivada por um dilúvio longo e contínuo existe em culturas do mundo inteiro. E mesmo quem não segue uma religião que tenha o Velho Testamento como base conhece a história bíblica de Noé e sua arca, que narra como ele e seus familiares foram os únicos humanos que escaparam da fúria aniquiladora de Deus. A história bíblica é cheia de furos e de perguntas não respondidas e, muito provavelmente, derivada de um conto sumério bem mais antigo. Porém, não é a única a contar uma história de destruição e recomeço de nossa civilização.

 

O mesmo mito existe em várias culturas, sempre como uma narrativa simbólica na qual um grande dilúvio é enviado por uma divindade, ou divindades, para destruir a civilização em um ato de vingança divina. Paralelos são sempre traçados entre as águas do dilúvio citadas nesses mitos e as águas primitivas encontradas em alguns contos sobre a criação da Terra, porque as do dilúvio são descritas como uma medida necessária para a “limpeza” da humanidade em sua preparação para o renascimento. A maioria das histórias sobre o dilúvio também tem um herói que luta para garantir o recomeço de seu povo. Na verdade, o início das histórias sobre inundações catastróficas aparece nos Puranas, um conjunto de antigos textos hindus, assim como no mito grego de Deucalião, nas coletâneas dos povos quiché e maia, da América Central, e também na cultura do povo muísca, da Colômbia. Além disso, há histórias orais sobre o dilúvio entre os povos da Suméria, Babilônia, Alemanha, Irlanda, Finlândia etc, inclusive entre os massais africanos. Enfim, por todas as partes que olharmos vamos encontrar contos sobre o dilúvio, o desaparecimento e ressurgimento da espécie humana.

 

Catastrofismo e Uniformitarismo

 

O que nos interessa, na verdade, é que todos esses povos e histórias narram um evento repentino e de grandes proporções, que ao se abater sobre o planeta não apenas destruiu as civilizações de então, como varreu quase completamente todos os vestígios de sua existência. Porém, algo desse porte não ocorreria sem que se encontrem os rastros de sua passagem, desde que se saiba onde e como procurar. Em meu livro Cataclismo, A Tragédia que Apagou a História Humana [Biblioteca UFO, 2017] exploro as várias evidências que existem em todo o globo de que antes de nós houve uma civilização muito avançada sobre a qual nada sabemos. 

 

Extinções em massa não são exatamente uma novidade em nosso planeta, que já se deparou com pelo menos cinco grandes eventos que quase dizimaram toda a vida da Terra.

Atenção
Para continuar lendo este artigo, você deve se cadastrar no Portal UFO.
O cadastramento é gratuito e dá acesso a todo o conteúdo do site. Basta clicar aqui.
Caso já tenha cadastro, conecte-se na home do site ou clique aqui.
ENQUETE
  GENIAIS.COM   
Edição 254
Sumário Edições anteriores

CENTRAL DE ATENDIMENTO

(67) 3341-8231
Horário: das 09h00 às 18h00, de segunda a sexta (exceto feriados)

FORMAS DE PAGAMENTO

Formas de pagamento

NOTÍCIAS MAIS VISUALIZADAS

+ NOTÍCIAS
2011 © Editora Evolução Ltda.
Todos os direitos reservados. Termos de Uso. Declaração de privacidade.