Revista UFO - Portal da Ufologia Brasileira - A mais antiga revista sobre discos voadores do mundo

REVISTA UFO | EDIÇÃO 258 | junho de 2018

Que tecnologia é esta?

Eles voam a velocidades impossíveis, já tendo sido detectados por radares a até 17.000 km/h. Param no ar instantaneamente e às vezes fazem curvas em ângulos agudos, como se não houvesse gravidade ou eles a anulassem. Tornam-se invisíveis quando querem, para reaparecerem como se nada tivesse acontecido. Penetram rios, lagos e mares sem causar ondas ou perturbar a água. Que tecnologia, afinal, permite aos discos voadores fazerem estas manobras absurdas? É esta a pergunta que o consultor da Revista UFO Luis Vieira de Matos pretende responder em seu artigo nesta edição. Ufólogo veterano com investigações na África, Europa e agora em sua nova residência, o Pantanal, ele faz um excelente estudo sobre as “impossibilidades” dos UFOs.

CAPA
capa: Rafael Amorim
ENTREVISTA

O mistério dos foguetes voadores permanece até hoje na Suécia

Recém-saída Segunda Guerra Mundial, a Suécia se viu às voltas com misteriosos objetos voadores parecidos com as bombas V nazistas, que acabaram ganhando o nome de “foguetes fantasmas”, pois desapareciam após mergulharem nos lagos. Mas o que eram tais objetos?

Por Thiago Luiz Ticchetti
crédito: SVERIGES RADIO
ampliar
Oficialmente, a Ufologia começou em 1947, com o avistamento de nove UFOs por um piloto comercial chamado Kenneth Arnold, sobre o Monte Rainier, nos Estados Unidos. Naquela ocasião, embora não correspondesse àquilo que Arnold descrevera aos repórteres, o termo “disco voador” foi cunhado, criando no imaginário das pessoas um elo entre UFOs e formas arredondadas e ovaladas que perdurou durante muito tempo.Hoje, 70 anos depois, sabemos que os UFOs têm uma enorme variedade de formas, tamanhos, cores e comportamentos, conhecemos melhor LEIA +
ARTIGO DE CAPA

A ciência dos UFOs

Há milênios os UFOs vêm fascinando e surpreendendo as pessoas com suas luzes, manobras e velocidades impossíveis. Durante muito tempo, a maioria das testemunhas e dos pesquisadores se deixou levar pela ideia de que essas naves não obedeciam às mesmas leis físicas que nos regem, mas isso não se confirma. As leis são as mesmas — a diferença está na tecnologia empregada pelos pilotos destas máquinas.

Por Luiz Vieira de Matos
crédito: RAFAEL AMORIM, EXCLUSIVO PARA A REVISTA UFO
ampliar
Ao longo de décadas de estudos e investigações sobre o Fenômeno UFO, o modo de voo desses objetos tem sido um dos pontos que mais nos intriga. E quando falamos em modo de voo não nos referimos unicamente aos meios de propulsão que possam ser utilizados por tais naves. A verdade é que os motores que as equipam e os combustíveis que os alimentam, ainda que possam estar baseados em conceitos completamente diferentes daqueles que nós utilizamos, no fundo nada mais são do que isso: motores e propulsão.   Nossos estudos estão direcionados para o modo do voo dessas aeronaves, ou seja, para a possibilidade que elas têm de LEIA +
ARTIGOS
Veículos submarinos não identificados e contatos marinhos
Na história dos avistamentos ufológicos a maioria dos relatos fala sobre objetos voadores não identificados que são observados a olho nu ou captados por radares em nossa atmosfera e no espaço. Contudo, há LEIA +
Discos voadores vistos nas Guerras da Coreia e do Vietnã
Ver sinais nos céus no curso de batalhas e guerras parece ser algo que acompanha a humanidade há milênios, e ainda que muitas vezes os sinais vistos nada tivessem de sobrenatural, eles foram assim interpretados e motivaram LEIA +
A noite oficial dos UFOs da Espanha
Em todo o mundo há centenas de milhares de avistamentos de UFOs jamais relatados, feitos por pilotos civis e militares, além de outros milhares de relatos que foram arquivados e sobre os quais nunca mais se ouviu falar. E muito embora LEIA +
Queda de um UFO em Dalnegorsk em 1986: O Roswell Soviético?
Por todo o mundo existem relatos de quedas de artefatos inexplicados. Muitas vezes eles nada têm de anormais, podendo ser meteoritos ou pedaços de lixo espacial que retornam ao planeta. Mas há vezes em que a LEIA +
O mistério das luzes de Hessdalen segue sem solução
Hessdalen é o nome de um pequeno vale localizado a 40 km da cidade de Roros, na Noruega. Tem 15 km de extensão e é cercado pelas montanhas Ratvollfjellet, Rognefjell e Stordalshogda, que estão entre 900 e 1.000 m acima LEIA +
ENQUETE
  GENIAIS.COM   
Edição 258
Sumário Edições anteriores

CENTRAL DE ATENDIMENTO

(67) 3341-8231
Horário: das 09h00 às 18h00, de segunda a sexta (exceto feriados)

FORMAS DE PAGAMENTO

Formas de pagamento

NOTÍCIAS MAIS VISUALIZADAS

+ NOTÍCIAS
2011 © Editora Evolução Ltda.
Todos os direitos reservados. Termos de Uso. Declaração de privacidade.