Revista UFO - Portal da Ufologia Brasileira - A mais antiga revista sobre discos voadores do mundo

ENTREVISTAS

Por Gary King

Agroglifos são mensagens de paz e esperança para a humanidade

As figuras que ano após ano surgem nas plantações são, além de misteriosas e desafiadoras, extremamente belas. Quando ampliamos nosso olhar a respeito, percebemos que elas nos convidam a contemplar e perceber a importância de sua existência.

Categoria: AGROGLIFOS (CÍRCULOS INGLESES) | CARACTERÍSTICAS ALIENÍGENAS | CIÊNCIA | ENTREVISTA | INVESTIGAÇÃO

Embora estranhas figuras em campos de cultivo tenham sido relatadas desde o século XVII, foi apenas no século XX que os hoje famosos círculos nas plantações ou agroglifos ganharam número e notoriedade. Mas desde as mais formas simples já registradas, como um único anel em uma plantação de trigo, até as figuras de grande complexidade que passaram a surgir dos anos 90 em diante, as imagens nunca foram realmente explicadas de forma satisfatória.

 

Ao longo dos anos, várias pessoas se apresentaram como autoras das figuras e ficaram conhecidas como circlemakers [Fazedores de círculos]. A questão é que, quando comparamos as figuras criadas por elas com aqueles que surgem inexplicavelmente em poucas horas, há disparidades gritantes em suas características — há variações biológicas e bioquímicas, alterações eletromagnéticas, diferenças na forma como as plantas são curvadas dentro e fora da figura, na acidez do solo, no posterior crescimento da vegetação e, como mostrou recentemente a pesquisa feita pela Revista UFO em um agroglifo brasileiro, há até a completa esterilização do ambiente interno da figura.

 

Os autores e o método empregado para criar os agroglifos nos campos ainda são um completo mistério e muitos pesquisadores acreditam que o assunto nada tenha a ver com UFOs e seres extraterrestres, mas com meteorologia ou física. A verdade, porém, é que é difícil, quando vemos as figuras, aceitar que não houve ali o envolvimento de uma avançada inteligência e que as formas escolhidas para cada figura não foram propositais. E temos ainda que compreender por que os agroglifos existem. Seriam um sinal, uma mensagem ou um alerta vindo de outro lugar?


Formas e fórmulas

 

O entrevistado desta edição é alguém que há décadas pesquisa, estuda e disseca a geometria, a matemática e a esquematização existente por trás dos agroglifos em seu país. Ele visitou seu primeiro agroglifo em 1990 e, depois do que observou em uma plantação de trigo, nunca mais deixou a região de Wiltshire, no interior da Inglaterra, onde reside até hoje — o local é o maior hot spot do mundo do fenômeno. Arquiteto, inventor e professor, Michael Glickman levou para o universo dos agroglifos a riqueza da experiência prática de se projetar e manipular matéria sólida. 

 

Em seus quase 30 anos de envolvimento com as figuras, ele também fez da desconstrução das figuras das plantações uma verdadeira forma de arte. Glickman explica que desmontar os agroglifos em seus elementos ajuda a melhor compreender seu simbolismo e suas propriedades geométricas. Ninguém adotou esta linha de pesquisa como ele.

Atenção
Para continuar lendo este artigo, você deve se cadastrar no Portal UFO.
O cadastramento é gratuito e dá acesso a todo o conteúdo do site. Basta clicar aqui.
Caso já tenha cadastro, conecte-se na home do site ou clique aqui.
ENQUETE
  GENIAIS.COM   
Edição 258
Sumário Edições anteriores

CENTRAL DE ATENDIMENTO

(67) 3341-8231
Horário: das 09h00 às 18h00, de segunda a sexta (exceto feriados)

FORMAS DE PAGAMENTO

Formas de pagamento

NOTÍCIAS MAIS VISUALIZADAS

+ NOTÍCIAS
2011 © Editora Evolução Ltda.
Todos os direitos reservados. Termos de Uso. Declaração de privacidade.