Agroglifo descoberto em Ipuaçu, Santa Catarina, em 05 de novembro de 2016, destruído pelo proprietário da fazenda.